Sobre São Francisco

  • As 43 montanhas e colinas da península que abriga São Francisco emolduram uma das mais belas e cosmopolitas cidades dos Estados Unidos. A vista que se descortina para o visitante, esteja ele em qualquer uma das ruas da cidade, é simplesmente deslumbrante. Quatro ilhas (Alcatraz, Angel, Yerba Buena e Treasure) reúnem a história sobre a região, que mostra a todos os turistas que chegam por lá os atrativos culturais e naturais que fazem ela receber, anualmente, mais de 16 milhões de visitantes.

  • Clima e População

    O clima da cidade é do tipo mediterrâneo e durante todo o ano a temperatura é amena. O verão e o inverno não costumam ser intensos e apresentam temperaturas moderadas. No verão, a média da temperatura fica entorno de 15º Celsius, com pouca chuva ao longo da estação, enquanto no inverno é de 10ºC e bastante chuvoso.

    A população ultrapassa os 800 mil habitantes, colocando a cidade como uma das mais povoadas do estado da Califórnia. As maiores comunidades da cidade são de chineses, irlandeses, alemães e ingleses. O bairro Chinatown faz parecer que um pedaço da China está inserido em plena Califórnia.

  • Pontos Turísticos

    A ponte Golden Gate é disparadamente o maior símbolo do turístico da cidade. Ela liga a cidade de São Francisco a sua vizinha Sausalito, na parte norte da região metropolitana. Ela é um tipo de ponte suspensa por cabos, assim como as pontes Hercílio Luz, em Florianópolis, e a 25 de abril, em Lisboa, Portugal. A combinação do calor do solo californiano com o frio do oceano são os responsáveis pela névoa e neblina que cobrem a Golden Gate e criam a típica paisagem conhecida nos cartões postais. Milhões de turistas passam por ela todos os anos para subir em suas torres cor de laranja, cada uma com 227 metros de altura, e, assim, observar a vista da cidade, ou simplesmente caminhar pela estrutura.

    A ilha de Alcatraz (também conhecida como The Rock) hoje é um dos mais procurados destinos dentro de São Francisco. Até 1933, o local serviu como posto militar e, em 1934, o governo transformou os prédios em prisão de segurança máxima. É bom reservar pelo menos duas horas para fazer o passeio de barco e o tour pela ilha.

    Visitar o monumento The Legion of Honor, construído em homenagem aos californianos mortos durante a Primeira Guerra, é conhecer uma réplica perfeita da estrutura neoclássica do The Legion of Honor Palace, em Paris. Há também um acervo de arte exposto no interior, com pinturas e arte decorativa europeias, além de uma das mais belas coleções de esculturas de Rodin.

    Os museus são tantos e tão interessantes, que fica difícil para qualquer turista decidir qual deles explorar primeiro. Começar pelo San Francisco Museum of Modern Art ou Museu de Arte Moderna é ter a chance de ver o acervo permanente que abriga a mais expressiva coleção de arte moderna da costa oeste dos Estados Unidos. São pinturas, esculturas, fotografias, arquitetura, design e arte midiática. Os artistas mais importantes da vertente moderna estão no SFMOMA como Ansel Adams, Salvador Dalí, Eva Hesse, Frida Kahlo, Henri Matisse, Pablo Picasso e Diego Rivera.

    O Asian Art Museum ou Museu de Arte Asiática exibe cerca de 15 mil peças que contabilizam 6 mil anos de história da Ásia. São esculturas, pinturas, cerâmicas e objetos de bronze, incluindo estátuas japonesas de Buda e objetos da dinastia Ming. Após o passeio, fazer uma parada no café, que fica ao ar livre, e provar o cardápio asiático é uma excelente pedida.

    O Exploratorium, museu de ciências fantástico, também vale a pena. Suas obras interativas chamam tanto a atenção quanto o Japanese Tea Garden, um jardim botânico com cara de jardim japonês ao alcance de qualquer um.

    Dar uma rápida esticada até a Lombard Street é pisar na rua mais sinuosa do mundo, fama que é conhecida internacionalmente. São as ruas de São Francisco, charmosas por subirem e descerem as colinas da cidade, que abrigam não só curvas curiosas, mas também eventos culturais importantíssimos, como a Festa de São Patrício e o festival de jazz ao ar livre.

  • Atrações e Programas

    O passeio nos Cable Cars - os bondinhos elétricos – que percorrem as ruas e ladeiras de São Francisco é tão tradicional quanto a subida ao Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro. Os cable cars são centenários e o charme de seus vagões são os queridinhos dos turistas depois da Golden Gate. Eles não são eficientes como transporte público, visto que foram instalados há dois séculos, em 1873, mas foram reconhecidos como símbolo histórico da cidade. O funcionamento vai das 6h30 à 00h.

    Depois de conhecer as ruas e suas peculiaridades, a dica é visitar o Yosemite, um parque próximo de São Francisco e de fácil acesso de carro. Ele é uma das maiores atrações do mundo para alpinistas e aventureiros, graças a suas montanhas, trilhas para bicicletas e trekking. Ainda possui uma cachoeira de 200 metros de altura, que permite fazer rapel e rafting.

    Caso o passeio seja em busca de mais tranqüilidade, mas de mesma beleza, o Glacier Point, uma plataforma rochosa que fica a 980m acima do nível do mar, é o local ideal.

    Chegar até o Golden Gate Vista Point é um caminho natural de quem cruza a ponte Golden Gate. Os turistas se aglomeram por ali para ter uma das melhores vistas de San Francisco.

    No entanto, o melhor ponto para enxergar a construção e ver o skyline da cidade é o alto da Golden Gate National Recreation Area. Ele é um dos maiores parques nacionais urbanos do mundo e acompanha a costa da Califórnia por quase 96 km. Os ônibus de turismo não vão até lá, por isso, é bom ter preparo físico para encarar a subida de bicicleta ou caminhada. Alugar um carro resolve a subida em questão de minutos e garante a vista deslumbrante.

    Há outras maravilhas arquitetônicas além da Golden Gate. O centro administrativo da cidade, o Civic Center, também encanta os visitantes com o conjunto de monumentos importantes que existem ao seu redor. Entre eles estão o War Memorian Opera House, City Hall, Symphony Hall e a principal biblioteca pública da cidade, entre outros.

    Outra grandiosidade é o Transamerica Pyramide, que é o prédio mais alto da cidade e pode ser visto de vários pontos. É um dos mais conhecidos símbolos de São Francisco e fica no coração do Financial District.

  • Vida Noturna

    A vida noturna nesta mega cidade é agitada, mas não é costume o agito virar a noite como em outras metrópoles. As casas noturnas começam a lotar às 22h e fecham às 2h. Bares, pubs e cafés fecham suas cozinhas cedo também, por volta das 21h, nos dias úteis, e às 23h nos fins de semana.

    As festas acontecem mesmo nos bairros Mission, Haight-Ashbury, North Beach e SOMA (South of Market). As saídas não costumam ser baratas, pois o custo de vida na cidade é elevado. Marina District é um dos locais onde estão as pistas de dança em que se paga mais caro para entrar. Nas danceterias, a média da entrada custa de U$ 10 a U$ 200, por pessoa, sem direito a consumação. Seguranças pedem carteira de identidade, mas são aceitas cópias de passaporte e carteira de motorista estrangeira.

    Conhecida internacionalmente como um dos centros onde a comunidade gay é mais ativa, em São Francisco as ruas Castro e Bernal Heights são o point da galera que carrega a bandeira do arco-íris com orgulho.

    Muitos dos ambientes noturnos de São Francisco têm rígidos "dress code" – ou seja, são rígidos quanto ao tipo de roupa que os freqüentadores vestem. No geral, proíbem bonés, capuzes, bermudas, sandálias, tênis e moletons. Para não errar, o ideal é vestir calça comprida, sapato fechado e camisa com mangas. Mulheres podem usar vestidos, calças e saias, mas devem evitar sandálias de dedo esportivas.

  • Gastronomia

    Em São Francisco, são mais de 4 mil restaurantes que servem o melhor da culinária local e internacional. A cidade abriga grandes chefes chineses (em Chinatown) e japoneses (em Japantown), indianos, tailandeses, coreanos e mexicanos. Também existem bons restaurantes italianos (em Little Italy, em North Beach).

    Carnes, peixes, aves e legumes são encontrados nas receitas mais atrativas, só que custam caro. Comida não é barata nos EUA, principalmente a boa cozinha. Os pratos individuais são grandes e servem bem duas pessoas, mas custam de U$ 20 a U$ 30.

    Os caranguejos californianos, por exemplo, estão entre os pratos da cidade mais procurados. O melhor lugar para encontrá-los é o Fisherman's Wharf, que é um antigo cais e hoje funciona como um point badalado onde excelentes casas se especializaram em todos os tipos de culinária. Uma refeição para duas pessoas sai por cerca de 40 dólares, mas o tamanho e o sabor dos caranguejos valem o preço.

    Se a grana estiver curta, a dica para se alimentar em São Francisco é optar pelas refeições no Hard Rock, em redes de fast-food ou até por lanches nas barracas no Fisherman's Wharf.

    Se não para comer, vale conhecer o Buba Gump, restaurante temático do filme “Forrest Gump”. Na entrada, encontra-se um banco, exatamente como o que Tom Hanks contava as variadas histórias do personagem, inclusive com uma mala, caixa de bombons e uma replica do tênis do Forrest para enfiar o pé. No cardápio, as especialidades são os camarões e pitús, mas o preço pode não agradar muito por ser caro.

  • Transportes

    Os turistas contam com um dos melhores sistemas públicos de transporte da costa oeste dos Estados Unidos. É só escolher o meio que se quer utilizar entre ônibus, bonde, carros, táxi (um pouco difíceis de serem vistos) e sair pra conhecer a cidade e seus atrativos.

    Os bondes, sejam os vagões mais lentos destinados aos passeios turísticos, ou as composições mais novas que atendem ao público em geral, fazem eficientes integrações com outros meio de transporte e ainda são acessíveis por meio de bilhetes que valem pela semana inteira. Basta comprar o ticket antecipadamente de acordo com a estadia.

    O metrô permite circular além da cidade e leva até aos municípios vizinhos. Já o aluguel de carro ajuda nas viagens um pouco mais distantes, como para Marin County, Wine County ou mais longe. Neste caso, para facilitar a viagem, comprar o mapa San Francisco Street and Transit Map se torna de grande utilidade.

    Como em toda cidade grande, os cuidados básicos de segurança são recomendados sempre, como não reagir em casos de furtos ou assaltos, não expor objetos pessoais e de valor em locais ermos e desertos. Ao comprar os produtos eletrônicos, evite expô-los na rua e aguarde a chegada ao hotel para retirar das sacolas. Nas noitadas pela cidade, é bom evitar a volta para casa sozinho. Em caso de problemas, procure alguma autoridade policial ou guardas da cidade.

Receba ofertas imperdíveis!

Assine a newsletter do Mundi e receba as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por email.

Fotos São Francisco (17)

Foto São Francisco - rosana.gomes

A cidade num todo, Enviado por rosana.gomes

Ver mais Fotos



Publicidade

Publicidade

Avaliações e Dicas sobre São Francisco

Faça uma avaliação

Avaliações e Dicas - São Francisco

Publicidade