Sobre Porto Alegre

  • Porto Alegre

    Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, é uma das cidades com o maior desenvolvimento urbano do Brasil. No entanto, o que impressiona de verdade é a quantidade de verde que toma conta dessa metrópole. São mais de um milhão de árvores distribuídas pelos diversos pontos turísticos.

  • Gastronomia

    É fácil imaginar que o churrasco gaúcho é um dos pratos típicos mais procurados de Porto Alegre. Mas a influência de várias etnias europeias formatou uma culinária rica em vários sabores do mundo, indo da gastronomia alemã à polonesa com a desenvoltura dos chefs europeus.

    O churrasco geralmente é feito com pedaços grandes de carne, temperado somente com sal grosso e assado no forno a lenha. Mas, como os turistas querem é comer, existem excelentes restaurantes e churrascarias, como a Barranco, que entregam a carne gaúcha preparada do jeito tradicional. A farinha de mandioca costuma ser o melhor acompanhamento para a carne, segundo a tradição gaúcha. As partes que devem ser experimentadas são a picanha e a costela, geralmente servidas à la carte.

    Ir até um Centro de Tradições Gaúchas (conhecidos como CTGs) é obrigatório para conhecer a culinária regional. Além de ter casas especializadas em churrasco, existem restaurantes que servem as outras especialidades de Porto Alegre, como o peixe na taquara, o carreteiro de charque e o arroz-de-carreteiro. Nos CTGs, é claro, não faltam opções de lugares para se tomar um legítimo chimarrão!

    O bairro Moinhos é bom para saborear as sobremesas de Porto Alegre. Muitas padarias e confeitarias estão nessa região. Tortas, bolos, bombons e outras delícias preparadas com receitas, muitas vezes, familiares são encontradas, por exemplo, nas torterias do bairro.

  • Vida Noturna

    A vida noturna em Porto Alegre não para! As opções vão das mais tranqüilas às mais agitadas de um bairro ao outro. Por isso, qualquer pessoa que visite a cidade não vai ter dificuldades para curtir um bom programa noturno.

    Os tipos de música que tocam são vários, mas será escutado por lá muito pop rock, bossa nova, pagode, chorinho, MPB, tango, samba, samba-rock, tchê music, música eletrônica, black music, funk, reggae, etc.

    Alguns lugares são temáticos e resgatam noites clássicas. Entre eles, estão o bar Ocidente, o Dado Bier no Shopping Bourbon Country e os espaços temáticos, como o Bar do Nito, espécie de templo da boemia regada a samba e suas nobres variações.

    O público GLS é bem servido de opções em na capital gaúcha. O bairro Cidade Baixa tem diversas casas noturnas voltadas para o público gay, mas que agradam a todos os públicos também. Essa região chama a atenção de qualquer bon vivant e apreciador de lugares onde a cultura se faz presente na ruas, pois a arquitetura açoriana do Cidade Baixa o diferencia a noite que rola por lá de qualquer outro lugar.

    Uma particularidade do local são as casas e sobrados antigos que funcionam como bares e até butiques. O point da galera costuma ser o entorno do Centro Comercial Nova Olaria, que fica cheio aos domingos.

    Há também as opções noturna do Bom Fim, tradicional bairro judeu, que são preferidas pelos jovens punks.

    Já o típico Happy Hour costuma rolar nas ruas Lima e Silva, República, José do Patrocínio e João Alfredo, no Cidade Baixoa. Elas são repletas de barzinhos, botecos e pubs perfeitos para aquela relaxada depois do trabalho.

    A programação de teatro e shows tem cerca de 50 palcos para ocupar em toda a cidade. São peças teatrais, shows de música e de dança que acontecem em locais como o Theatro São Pedro, o Teatro do Sesi, o Átrio do Santander, o Teatro Bourbon Country, etc.

  • Transportes

    Circular em Porto Alegre é fácil e pode ser feito por meio do transporte público. O sistema eficiente tem uma frota de mais de 1,5 mil ônibus, vans e um serviço de táxi com mais de 3,9 mil veículos.

    O preço do bilhete do ônibus é de R$ 2,45, que dá acesso a veículos com ar condicionado, piso baixo e, em alguns modelos, até TVs.Há três tipos de linhas, que juntas percorrem toda a cidade. As linhas exibem os nomes dos bairros e regiões que percorrem, o que facilita a identificação do destino para os que não moram na cidade. A maioria dos ônibus tem seus terminais ao lado do Mercado Público.

    A cidade também é servida por micro-ônibus de cor vermelha e azul, para até 21 pessoas (não é permitido transportar passageiros em pé). Eles são mais confortáveis, incluindo até poltronas reclináveis. São 29 linhas contempladas com esses veículos, que se diferenciam dos demais por não terem pontos de parada específicos. O desembarque ocorre conforme solicitação do passageiro. O serviço diferenciado custa um pouco mais caro, R$ 3,65, mas nada que seja um assalto ao bolso do turista.

    Os táxis são novos e o preço das corridas está na média das grandes capitais. O trajeto que vai do aeroporto à rodoviária, por exemplo, custa, em média, R$ 25,00. As opções são parar um carro na rua, seguir até um ponto de táxi ou ligar para alguma cooperativa.

    O metrô de Porto Alegre é do tipo superfície e funciona melhor para as distâncias curtas. Ao todo, são 16 estações modernas e o preço do bilhete é bastante acessível, custando cerca de R$ 2,00. Eles também são excelentes opções quando o roteiro incluir as cidades da região metropolitana.

    O aluguel de carros é mais prático e dá mais liberdade para circular em Porto Alegre. As melhores e maiores locadoras tem sedes na cidade e o aluguel pode ser feito com antecedência. O trânsito não costuma ser caótico como em São Paulo ou Rio de Janeiro, e, por isso, o deslocamento é rápido até mesmo pra quem não conhece a cidade muito bem.

    Porto Alegre não é considerada um destino violento ou perigoso. Mas, como em toda grande cidade, alguns cuidados básicos de segurança são sempre necessários. O principal é não reagir em casos de furtos ou assaltos. Para evitar ocorrências desse tipo, evite expor seus objetos pessoais enquanto caminha pela rua e quando estiver dentro de ônibus ou metrôs. Em caso de problemas, procure alguma autoridade policial, como a Polícia Militar ou a Guarda Municipal.

  • Atrações e Programas

    Quem já foi à Porto Alegre já conhece o projeto Linha Turismo. Mas, quem ainda pretende ir, pode ficar sabendo que esse projeto é um tour que percorre a cidade toda e permite conhecer boas partes dos pontos turísticos.

    São dois trajetos, o city-tour tradicional e o roteiro que percorre a Zona Sul. O primeiro deles passa pelos bairros centrais, que costumam ter o trânsito tumultuado, mas compensam pela beleza do lado antigo da cidade. Já o roteiro pela Zona Sul, onde a metrópole tem paisagens de zona rural, é mais tranqüilo.

    O roteiro tradicional abrange 11 bairros, como Bom Fim, Praia de Belas, Moinhos de Vento e Floresta. Também são vistos durante esse passeio o Anfiteatro Pôr-do-Sol, os estádios Olímpico (do Grêmio) e Beira-Rio ( do Internacional), a Praça Marechal Deodoro, etc.

    O roteiro da Zona Sul vai pela 'praia' de Ipanema, onde o lago Guaíba é balneável. O ônibus também circula pelos bairros de produtores de pêssegos, ameixas, uvas, mel e flores, como a Vila Nova.

    Um bom programa para curtir em Porto Alegra é dar um pulo até o Theatro São Pedro, um dos orgulhos de todo o Rio Grande do Sul. O motivo é a arquitetura barroca portuguesa do edifício, que foi erguido há 150 anos. Há espetáculos em noites de visitação guiada, que percorre os três andares das galerias em forma de ferradura. A capacidade é de 700 pessoas, que têm à disposição poltronas revestidas de veludo vermelho, que é a mesma cor dos tapetes.

    Outro passeio que deve ser incluído no roteiro é o de barco pelo lago Guaíba. Um barco percorre o delta do rio Jacuí até o encontro de quatro rios com o lago Guaíba. Ao longo da viagem, é possível ver ilhas belíssimas, como a Pintada, Casa da Pólvora, do Pavão, do Chico Inglês e das Flores. É possível ver até as antigas construções do porto que fica escondido por uma das avenidas da cidade.

    E como Porto Alegre é uma das cidades mais arborizadas do país, fazer exercícios ao ar livre fica mais com cara de passeio do que de atividade física. Por isso, andar de bicicleta ao redor do lago Guaíba é um programa muito realizado tanto pelos moradores da cidade quanto pelos os turistas que chegam por lá. Aos domingos, um bom percurso é sair da Usina do Gasômetro e seguir ou pela ciclovia ou pela posta da avenida que margeia o lago e fica liberada para os ciclistas. No caminho, vão aparecendo os parques da Harmonia e Marinha do Brasil.

  • Clima e População

    O clima é do tipo subtropical úmido, o que proporciona quatro estações bem definidas. Uma característica da cidade são os microclimas, que causam variações de temperatura de até 4º Celsius entre diferentes pontos de Porto Alegre. Então, não é raro fazer frio em um local e em outra parte da cidade a temperatura estar um pouco mais agradável.

    O inverno é intenso, principalmente entre os meses de junho e julho, com registros de temperaturas entorno de 9º Celsius. É também nesse período que as chuvas ocorrem mais. O verão costuma apresentar temperaturas elevadas, com média de 35ºC. Em média, ao longo do ano, a temperatura é agradável e amena, com marcações de 20º Celsius.

    De acordo com estimativas do IBGE, em 2009 a população da cidade seria de quase 1 milhão e meio de habitantes. Em 2000, a Organização das Nações Unidas elegeu Porto Alegre como a cidade brasileira com o maior índice de desenvolvimento humando (IDH) do Brasil. Espalhadas em Porto Alegre, estão 582 praças, reservas biológicas, nove parques urbanos e a maior concentração de pássaros do país.

  • Pontos Turísticos

    O lago Guaíba faz parte da história e da cultura de Porto Alegre. Ele ajuda a manter a biodiversidade da região, responsável pelas belezas naturais que os visitantes encontraram por lá. Além da natureza, 80% do conjunto arquitetônico tombado da capital gaúcha está concentrado nas margens desse lago. São prédios com inspirações barroca, art nouveau, art déco e também modernista.

    A Casa de Cultura Mario Quintana tem sete andares e a história do poeta gaúcho se espalha nos cômodos da instituição. O espaço abriga cinemateca, galerias de arte, salas de teatro, bibliotecas e um museu. No quarto da casa ainda estão objetos e móveis da época em que ele morou no local.

    Conhecer a Usina do Gasômetro é admirar um dos mais conhecidos cartões-postais da região. O gigantismo da usina, como a chaminé de 117 metros de altura, impressiona. Nos anos 90, houve o resgate cultural da Usina, com a utilização do espaço como centro de atividades culturais. Nos seis andares que possui são montadas exposições e feiras temporárias, além de existirem salas de cinema, teatros e um mirante com vista do pôr-do-sol incomparável.

    O Mercado Público é o local certo para aquelas compras de viagem. Nele, é possível encontrar as lembranças típicas de Porto Alegre, artigos religiosos e produtos artesanais. Além disso, a variedade de peixes, frutas frescas, temperos do mundo todo e as diversas marcas de erva-mate atraem os turistas para um passeio no mercado. O local ainda tem um andar para exposições e restaurantes.

    A catedral Metropolitana e a igreja Nossa Senhora das Dores são pontos bacanas para se visitar. A primeira é conhecida como Paróquia Nossa Senhora Mãe de Deus e fica na beira da rua, o que facilita o acesso. Por dentro, curvas, vãos e uma cripta gigantesca dão a dimensão do projeto arquitetônico da construção. A igreja Nossa Senhora das Dores, próxima ao lago Guaíba, é a mais antiga de Porto Alegre. O início da construção foi iniciado em 1807 e somente 70 anos depois a enorme escadaria foi finalizada.

Receba ofertas imperdíveis!

Assine a newsletter do Mundi e receba as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por email.




Publicidade

Publicidade

Avaliações e Dicas sobre Porto Alegre

Avaliações e Dicas - Porto Alegre

Publicidade