Sobre Nova York

  • Nova York é uma das cidades mais conhecidas do mundo. Não é para menos! Seus apelidos já explicam o porquê: “Big Apple,” “A Cidade que Nunca Dorme”, “Empire City”, “Capital do Mundo”, entre outros... Ela oferece grande diversidade cultural e tem importante influência sobre o comércio, as finanças, a moda e o entretenimento de todo o planeta. É barulhenta, frenética e ao mesmo tempo colorida, dinâmica e repleta de prazeres e opções. A cidade sedia a Organização das Nações Unidas e é também um importante centro de negócios internacionais. É o centro mais populoso dos Estados Unidos. NY é muitas vezes chamada de New York City, para diferenciá-la do estado de Nova York – do qual faz parte. É a cidade mais visitada dos Estados Unidos e responsável por reunir pessoas de todas as tribos e grupos.

  • Clima e População

    O último censo demográfico apontou que Nova York tem mais de 8 milhões de habitantes. Além da população gigantesca, o número de turistas que chegam à cidade é surpreendente: só em 2007, foram 46 milhões de visitantes.

    O clima da cidade é do tipo temperado, com as quatro estações do ano bem definidas. O verão apresenta dias quentes e úmidos e o inverno é rigoroso, com temperaturas abaixo de zero grau Celsius.

    O outono suave e confortável na cidade se estende até novembro. Na primavera, as temperaturas são mais amenas e é a melhor época para caminhar ao ar livre e admirar o espetáculo da natureza que toma conta da cidade.

    Ao planejar a sua viagem, saiba que a diferença de fuso horário para o Brasil é de duas horas a menos - em relação ao horário de Brasília. No verão, a diferença de horário cai para uma hora a menos e no inverno, a diferença é de três horas a menos. Isso acontece porque eles também praticam o horário de verão, da mesma maneira que fazemos no Brasil.

  • Pontos Turísticos

    Nova York é um misto de pontos turísticos. Lá, você pode planejar a visita a cada um deles por temas, áreas, assuntos de interesse ou qualquer outro critério que queira definir. Só para se ter uma ideia, é possível conhecer a cidade de acordo com os locais que foram set de filmagens de grandes produções de Hollywood.

     

    O Central Park é um dos parques mais famosos do mundo, possui diversas atrações e áreas de recreação, além de servir como locação para inúmeros filmes. A visita é obrigatória e pode ser feita à pé, de bicicleta ou numa charmosa charrete. Na parte Sul, você poderá aproveitar a pista de patinação ao ar livre e admirar a vista; no lado Leste, a dica é visitar o Zoológico e dar de cara com um urso polar! Na parte Oeste, mais acima, na BoatHouse, o ideal é alugar um barquinho para curtir um passeio com uma das melhores vistas do parque.

    Visitar o Empire State Building, hoje o prédio mais alto da metrópole com 102 andares, é literalmente ir ao topo! Em seu 86º andar, há um observatório com vista panorâmica da cidade, que permite ter uma vista com alcance de até 130 km. Outra opção é o Rockefeller Center, que é atualmente uma das principais atrações turísticas da cidade. Ele é um complexo de 19 edifícios, sendo o maior deles o GE Building. No inverno, o lugar ganha um toque mágico, quando a praça principal do complexo está decorada com uma grande árvore de Natal e é montada uma enorme pista de patinação. 

    Outra parada mais que obrigatória é a Estátua da Liberdade, que fica na baía do rio Hudson, ao Sul de Manhattan, um dos cinco distritos de Nova York. A Estátua é outro símbolo mundialmente conhecido. O monumento foi um presente dos franceses e mede 46,50 metros de altura. Os sete raios da coroa simbolizam os sete mares e continentes. A placa que carrega na mão esquerda tem escrito 4 de julho de 1776 - em algarismos romanos -  dia da Independência dos Estados Unidos.

     

    O Federal Reserve Bank é o Banco Central do EUA, onde visitantes curiosos podem ter ideia dos milhões de dólares que estão ali guardados. Não são exatamente as funções administrativas do banco que chamam a atenção, mas sim o passeio guiado que pode ser feito para conhecer a estrutura do prédio e os andares que ficam no subsolo.

    Além dos prédios e estruturas super interessantes da cidade, pode-se dizer que as pontes também tomam conta de Nova York. Ligando os distritos entre si e a cidade ao resto do país, existem, no mínimo, 16. É justamente por isso, que a Brooklyn Bridge se tornou símbolo do município. Além de ser figurinha carimbada em vários filmes americanos de sucesso, é a mais antiga e funciona como principal ligação entre Manhattan e o bairro do Brooklyn. Um dos melhores programas para se fazer por lá é caminhar no Brooklyn Promenade e depois cruzar a ponte, no sentido Brooklyn-Manhattan, chegando no Parque do City Hall.

    Para registrar e guardar todas as transformações culturais, a cidade abriga inúmeros museus. Entre eles, a visita é obrigatória em dois: o Metropolitan Museum of Art e o American Museum of Natural History (Museu de História Natural). O primeiro é o maior dos Estados Unidos e tem mais de dois milhões de obras de arte, que representam a cultura gerada nos últimos cinco milênios. Já o American Museum of Natural History é o maior museu de história natural do mundo, notadamente conhecido pelo acervo de fósseis e exemplares de espécies de dinossauros gigantescos.

     

    A Times Square é um grande largo composto de várias esquinas. Ele é simplesmente um dos símbolos mais fortes da cultura americana e recebe, anualmente, cerca de 35 milhões de turistas. É nesse lugar que estão concentrados os melhores teatros, casas de espetáculo, restaurantes e lojas de Nova York. Conhece a NASDAQ, uma das principais bolsas de valores do mundo? Está na Times. Lembra dos famosos espetáculos da Broadway, como O Fantasma da Ópera? Eles também estão lá. Sabe onde fica a sede do New York Times? Também é lá! Tudo que for relacionado a entretenimento você vai encontrar na região.

  • Atrações e Programas

    Nova York oferece atrações e programas o ano todo. Ir ao teatro, por exemplo, é imperdível! Após escolher o que deseja assistir, o mais indicado é comprar os ingressos com antecedência, pois são muito procurados. São espetáculos com produções inimagináveis.

    Um programa clássico dos visitantes da cidade é subir no mirante do Empire State Building, que agora voltou a ser o prédio mais alto da cidade. O mirante aberto fica no andar 86 e dele se tem uma das melhores vistas da cidade. Para a manhã ou durante a tarde, a dica é fazer um passeio de barco ao redor de Manhattan. Eles são operados pela empresa Circle Line, e zarpam do Píer 83, a oeste de Manhattan, altura da rua 42. Há diversos passeios, com horários de partida, roteiros e duração diferentes – e os barcos são confortáveis e tem toda estrutura e conveniência necessária.

    Para quem deseja ir às compras, um programa que não pode deixar de fazer é ir à Quinta Avenida (5th Ave), onde estão as grandes e luxuosas lojas da cidade. O trecho considerado mais elegante da 5th Ave fica entre as ruas 59 e 42, onde estão os principais hotéis e as badaladas lojas de grife. Quem procura livros e DVDs, pode ir direto na Barnes and Nobles ou no Tower Records. Outras lojas de departamentos muito procuradas são a Blomingdale´s (que fica na 1000 3rd Ave) e Macy´s (localizada em: Broadway com 34 St). 

    Greenwich Village, ou simplesmente Village, é uma atração à parte de Manhattan. Lá, é possível ver casarões antigos do século 19 e prédios residenciais ao lado de clubes de jazz e restaurantes ecléticos. Ele é um famoso centro de artes, literatura e música da cidade, além de ser o coração da comunidade gay de NY. Outro bairro que vale a pena conhecer é Chinatown. É um bairro movimentado e parece ser um pedacinho da China dentro de Nova York. Lá, encontram-se restaurantes típicos, delicatessen regionais, mercados de peixe, templo budista, além de muitos comerciantes que vendem produtos legitimamente falsificados na China.

  • Vida Noturna

    Nova York é conhecida como a cidade que nunca dorme, o que revela sua natural vocação para a vida noturna. Lá estão os teatros mais famosos do mundo, como os da mítica Broadway, bares e clubes por onde desfilaram personagens importantes de diferentes épocas e um glamour difícil de encontrar em outro lugar do planeta.

    Além dos já mencionados espetáculos da Broadway, a sua noite pode ter uma boa surpresa com um espetáculo de balé, até mesmo para quem não gosta. O que impressiona, como quase tudo nas atrações americanas, é a grandiosidade das apresentações, que vai da orquestra aos cenários deslumbrantes.

    Se a ideia é cair na noitada, a dica é ir à região do Lower East Side, onde você poderá escolher tanto baladas caras como outras mais acessíveis. Quer curtir um legítimo Jazz? A dica é chegar até a famosa “Esquina do Jazz”, que fica na Seventh Avenue com a 14th Street. Você vai encontrar desde pequenos clubes até grandes casas onde o ritmo americano é apreciado e celebrado por excelentes intérpretes.

    Para assistir bons shows, o local é o Madison Squarte Garden. Os maiores nomes da música mundial se apresentam lá com freqüência - de Lady Gaga a Ivete Sangalo. Os ingressos podem ser comprados pela internet, assim como a maioria dos bilhetes que você quiser comprar para eventos em Nova York.

  • Gastronomia

    Como em qualquer metrópole, em NY pode-se encontrar todo tipo de comida, para todos os gostos e bolsos. O turista que não tem o dia muito regrado nem mesmo para almoçar, é preciso ficar atento ao horário de funcionamento dos restaurantes. Se você ficar com uma fome cruel às cinco da tarde, pode ser que não encontre lugar para sentar. Os restaurantes costumam fechar depois do almoço e abrir para o jantar.

    Cuidado também com o que você entende como horário de jantar. Se sair do hotel depois das dez da noite, saiba que suas opções já estarão reduzidas. Em Nova York, as pessoas costumam jantar cedo, por volta das 18h. O horário de pico, geralmente, é às 20h.

    As opções de pratos são muitas. São cozinhas inglesa, mexicana, portuguesa, chinesa, jamaicana, francesa, australiana, alemã, turca, suíça, árabe, entre tantas outras riquezas gastronômicas, que o turista vai poder provar sem precisar ir a outros países.

    Se quiser provar as guloseimas e doces, como os moderninhos cupcakes, vá até um charmoso café, como os que estão nos quarteirões próximos ao Soho ou no Rockefeller Center. Quer provar aquele cachorro-quente típico dos americanos é só ir até uma das barraquinhas localizadas no Bryant Park.

    Verdadeiros achados, quando se fala em comida asiática, podem ser encontrados entre a Broadway e a Bowery. Já os pratos italianos e mexicanos podem ser apreciados em qualquer parte da cidade, pois existem diversos restaurantes especializados nessas culinárias.

    Os muffins, a pizza, os donuts, os pretzels e waffles são outras delicias da culinária tipicamente americana.

  • Transportes

    Apesar do seu enorme tamanho, andar em Nova York não é complicado. A cidade é plana e foi toda planejada. As ruas obedecem a divisão da cidade – ela é dividida entre Norte e Sul. Os números aumentam para o Norte e diminuem para o Sul, assim como as avenidas também são numeradas de maneira simples ou nomeadas de forma a serem facilmente encontradas.

    O Metrô é, sem dúvida, o melhor meio de transporte. Não tanto pela limpeza e conforto, mas sim pela eficiência. A rede possui 4 linhas principais, 468 estações e funciona 24 horas por dia. De metrô, é possível ir até os principais pontos da cidade e chegar até os mais importantes destinos turísticos. Além disso, ele possui um sistema eficiente de bilhetagem, que inclui um bom preço, pacotes com várias passagens e a integração com linhas de ônibus e trens.

    Carros e táxis costumam ser opções desagradáveis, pois o trânsito na cidade é caótico. De cada quatro moradores, somente um tem carro próprio - uma vez que o custo de vida e de automóveis em NY é elevado e os novaiorquinos dispõem de um meio de transporte público eficiente e prático.

    Lá, a passagem de ônibus também dá direito a um bilhete de transfer - que pode ser utilizado em outra linha de ônibus ou metrô, por mais duas horas. Basta pedir ao motorista do ônibus, quando entrar, um transfer.

    Após os atentados de 11 de setembro, a segurança foi amplamente reforçada. A cidade é considerada segura para os turistas, mas como em toda grande metrópole os cuidados básicos de segurança são necessários. O principal é não reagir em casos de furtos ou assaltos.

    Para evitar ocorrências desse tipo, evite expor seus objetos pessoais enquanto caminha pela rua e quando estiver dentro de ônibus ou metrôs. No metrô, em horários de menor movimento, procure viajar no vagão do meio, pois é onde se encontra o condutor. Se precisar de ajuda, vá até o guichê ou estabelecimento comercial. Em caso de problemas, procure alguma autoridade policial ou guardas da cidade.

Receba ofertas imperdíveis!

Assine a newsletter do Mundi e receba as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por email.

Fotos Nova York (18)

Foto Nova York - sara82

Broadway, Enviado por sara82

Ver mais Fotos

Hotéis em Nova York

Ver todos os hotéis em Nova York




Publicidade

Publicidade

Avaliações e Dicas sobre Nova York

Faça uma avaliação

Avaliações e Dicas - Nova York

Publicidade