Sobre Madri

  • Madri é uma das mais belas e agitadas capitais da Europa. Situada na região central da Espanha, é uma cidade acolhedora, na qual vivem pessoas de todos os pontos do país. Ela é hoje uma das cidades mais visitadas do mundo. Com um ritmo incansável, oferece uma vasta seleção de museus, parques, monumentos históricos, atrações culturais e belezas naturais que não podem deixar de ser visitados. É lá que estão a famosa “Guernica”, de Picasso; as conhecidas praças e largas avenidas; os acolhedores e deliciosos cafés e as famosas tapas. A cidade vibrante, dinâmica, moderna e que, ao mesmo tempo, preserva seu rico patrimônio histórico e cultural. É um ponto de convergência das diferentes culturas, com características de uma grande metrópole e o charme e simpatia latina. Tudo isso faz com que qualquer turista se apaixone e sinta-se em casa.

  • Clima e População

    Madri abriga hoje uma população de mais de 4 milhões de habitantes, que começou a crescer significativamente desde que ela se tornou a capital do país. Atualmente, a cidade recebe também muitos imigrantes e turistas que a procuram para estudar ou trabalhar.

    O clima da cidade é classificado como mediterrâneo continental. Os invernos madrilenhos são frios, com geadas freqüentes e neve ocasionalmente. Já os verões são brandos e secos, com temperaturas máximas que superam os 35°C. A temperatura média anual em Madrid é de 19,5° Celsius. Janeiro é o mês mais frio, com temperaturas que oscilam entre 2° e 10°C. E julho é o mais quente, com temperaturas entre 18° e 32°Celsius.

  • Pontos Turísticos

    A capital espanhola reúne pontos turísticos que deixam qualquer pessoa deslumbrada, tanto pela riqueza histórica quanto pela beleza natural que eles carregam em seus símbolos.

    A Plaza Mayor¸ construída durante o Renascimento, é um marco para a cidade por ter sido palco de acontecimentos históricos e também das famosas touradas. Hoje, a praça, que é cercada de edifícios, é um dos pontos mais freqüentados pelos visitantes. Fazer o registro do lugar com a câmera fotográfica é uma ação instantânea dos turistas, que podem acessar o local por até nove entradas diferentes.

    As beleza das fachadas de Puerta del Sol impressionavam – e ainda impressionam – a todos que chegavam à cidade. Puerta del Sol foi a principal entrada da cidade durante anos e ainda hoje deixa os visitantes de olhos arregalados. Os pomposos edifícios no entorno se juntam ao monumento Oso y del Matroño (um urso comendo morangos que se tornou um dos símbolos da cidade), e formam um complexo arquitetônico grandioso.

    Em termos de castelos, reis e príncipes, a Espanha está muitíssimo bem representada, assim como outras capitais europeias. O Palácio Real é a prova da história da realeza madrilenha, sendo um dos mais exuberantes conjuntos arquitetônicos de Madri. Em estilo barroco, o prédio reúne obras de artistas consagrados como Goya, Velázquez e Caravaggio. Além disso, é possível que seus visitantes circulem por outros dois pontos turísticos: os Jardins de Sabatini e o Campo del Moro, outras atrações imperdíveis anexadas ao Palácio.

    Antes de sair do local que foi a residência oficial da corte espanhola, a visita à Plaza del Oriente é natural. Ela está no em frente ao Palácio Real e só existe porque uma avenida, que ligaria o Palácio à Fuente de Las Cibeles, deixou de ser construída. A praça guarda um belíssimo jardim e, nos fundos, dá entrada para o Teatro Real. Já a Fuente de Las Cibeles é mais uma construção dos arredores do Palácio que representa o glamour de Madri e da arquitetura espanhola.

    A Catedral de San Isidro é uma simbólica igreja, que pertencia anteriormente ao Monastério do Colégio Imperial da campanha de Jesus. Até 1993 era tida como a principal igreja da cidade. Outro local religioso que merece destaque é o El Escorial, um mundialmente conhecido monastério, erguido por Felipe II. Suas gigantescas medidas impressionam os visitantes e, entre as atrações, destacam-se os túmulos dos reis espanhóis.

  • Atrações e Programas

    Um dos melhores programas para se fazer em Madri é visitar seus museus. Os mais importantes são o Museu do Prado, o Museu Thyssen-Bornemisza e o Museu Rainha Sofia. Todos eles ficam na área do Paseo del Prado, uma importante região de Madri.

    O Museu do Prado é um dos mais importantes do mundo e sua coleção destaca as artes italiana, espanhola e flamenca. Algumas de suas obras mais representativas são “As Meninas”, “A forja de Vulcano” e “O triunfo de Baco”, todas de Diego Velázquez. Além disso, existe também no museu um importante conjunto de esculturas clássicas greco-romanas, renascentistas e de outros períodos.

    Já o Museu Thyssen-Bornemisza reúne uma das maiores coleções particulares de arte do mundo. Elas estão organizadas por ordem cronológica, começando no Renascimento e terminando com exemplares do século XX. Destacam-se algumas obras primas de Picasso, Marc Chagall, Salvador Dalí, entre outros mestres. Só para ter ideia da diversidade e importância do museu, lá são encontradas obras dos estilos Realismo, Rococó, Neoclassicismo, Romantismo, Impressionismo e até Pop Art.

    O ciclo de visitas termina no Rainha Sofia, que é o museu nacional espanhol de arte do século XX. Ele exibe coleções de Pablo Picasso, Salvador Dalí e outros artistas espanhóis. A obra mais conhecida do museu é Guernica, de Picasso. O local também abriga uma biblioteca de acesso livre especializada em arte - são mais de 100.000 livros, 3.500 gravações de áudio e 1.000 vídeos.

    Depois de viajar pela história, o ideal é caminhar pelo Parque de El Retiro. O lugar é muito bonito e conhecido por ser ponto de encontro dos madrilenhos nos fins de semana. A diversão fica por conta dos passeios de bicicleta ou de barco, cujo aluguel é feito no próprio parque. O Palácio de Cristal é uma das atrações preferidas de quem visita o El Retiro, com os seus jardins e lago enfeitando a paisagem.

    Passear ao longo da Paseo de Castellana, uma das principais e maiores avenidas da cidade, é ter uma visão panorâmica da Madri atual. O trajeto da via segue o de um antigo rio e, ao longo da sua extensão, erguem-se prédios importantes do complexo financeiro, como o AZCA e o Cuatro Torres Business Area – que funcionam como uma espécie de “Wall Street” de Madri.

  • Vida Noturna

    A cidade tem uma vida noturna muito agitada - e famosa por ser a mais animada de toda a Europa! Bares, boates e botecos ficam simplesmente lotados durante toda a madrugada. Quando visitamos Madrid, entende-se porque os moradores de lá são conhecidos por raramente dormirem. Pessoas de todas as idades curtem as programações noturnas, que não começam antes de meia-noite.

    A região de Chueca e Malasaña são ideais para quem procura por bons restaurantes, bares e também algumas discotecas. Durante o verão, DJs tocam no meio da rua e as praças viram pura agitação! Chueca também é conhecido por ser um reduto GLS – o chamado público de gays, lésbicas e simpatizantes. É lá que acontece o desfile do Dia do Orgulho Gay, sempre no fim de julho.

    No Centro de Madri, especialmente na região entre Puerta del Sol e Plaza Mayor, a vida noturna é mais tranqüila, para ser curtida em família. Essa área possui muitos bares e restaurantes que ficam cheios quase todos os dias da semana - com pessoas de todos os estilos e idades. A Plaza Santa Ana fica perto da Puerta del Sol e é outra região agitada. A área que fica em volta da praça é chamada de Huertas, onde se encontra um festival de bares e pubs de todos os estilos.

    O bairro de La Latina é onde você certamente encontrará os restaurantes e botecos mais baratos da cidade, longe da badalação noturna. É o bairro onde acontece o Mercado del Rastro, sempre aos domingos de manhã. A vida noturna em La Latina é indicada para quem gosta de boas cervejas e tapas a preços baratos.

  • Gastronomia

    Além de suas inúmeras atrações culturais e noturnas, Madri atrai também os turistas pela sua saborosa comida. A gastronomia madrilenha é famosa por trazer o que há de melhor das diferentes regiões espanholas. Restaurantes simples e de boa qualidade estão espalhados por toda a cidade. Quanto mais perto do movimento turístico, mais caros. Mas há também opções baratas e igualmente saborosas.

    Quando for a um restaurante em Madri, provavelmente irão lhe oferecer um menu del dia – com entrada, prato principal, pão e sobremesa ou bebida. Outra pedida típica dos restaurantes madrilenhos é o Plato Combinado ou Plato del Dia. Essas duas opções são mais baratas e podem ser encontradas na maior parte dos restaurantes de Madri. Ao redor do mercado El Rastro, você encontrará ótimos restaurantes, baratos, que oferecem esse tipo de atendimento.

    Um dos mais famosos pratos de Madri são as tapas. A cidade possui inúmeros restaurantes e bares especializados em tapas recheadas com todo o tipo de ingrediente. As mais comuns são as tapas de queijo, de presunto e de camarão. Outro prato típico é o rabo de boi, servido nas sensacionais churrascarias da cidade. As massas e os sorvetes também fazem parte do cardápio típico. Para um lanche rápido no meio da tarde, as tortillas, os bocadillos e os montaditos são deliciosos. Os sanduíches são ótima pedida para quem curte fast food. As lanchonetes também oferecem sanduiches de todos os tamanhos, todos muito bem recheados.

    Além dos pratos e casas tradicionais, a cidade abriga também excelentes restaurantes de todos os estilos e nacionalidades. Lá, você encontrará ainda casas vegetarianas, indianas, além de restaurantes de cozinha grega, japonesa e chinesa.

  • Transportes

    A melhor forma de conhecer a capital espanhola é andar a pé. Além de ter um trânsito intenso e complicado, a cidade tem ruas planas e belas, ideais para passear e serem contempladas a pé.

    Quando for a regiões ou bairros mais longes, pegue o metrô – é a melhor forma de se chegar a qualquer lugar. O metrô madrileno funciona entre 6:30h e 1:30h da madrugada, diariamente.

    Os ônibus também são opções, porém o metrô é mais indicado. O bilhete para o metrô e para o ônibus custa o mesmo preço – 1,15 euros por viagem. Para quem pretende ficar mais dias na cidade, a dica para economizar com transporte é comprar o metrobus – passe válido para 10 viagens que custa 6,15 euros. Ele pode ser comprado nas bancas de jornal e nas estações de metrô.

    Os táxis também são facilmente encontrados em Madri. Para sair à noite, é o meio de transporte mais indicado pela segurança e conforto. Alugar carro não é indicado – o trânsito é muito intenso e os estacionamentos são muito caros. Circular a pé e contar com o metrô e o táxi são definitivamente as melhores opções.

    Como grande parte das capitais européias, Madri desfruta de baixos índices de violência. Por isso, o cuidado com a segurança não está na lista de prioridades quando se visita a cidade. No entanto, os cuidados básicos são recomendados, como em todas as grandes metrópoles mundiais. Procure não reagir em casos de furtos ou assaltos e não expor objetos pessoais e de valor em locais ermos e desertos. Em caso de problemas, procure alguma autoridade policial ou guardas da cidade.

Receba ofertas imperdíveis!

Assine a newsletter do Mundi e receba as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por email.

Fotos Madri (18)

Foto Madri - danilo.braga

MADRI - ESPANHA , Enviado por danilo.braga

Ver mais Fotos

Hotéis em Madri

Ver todos os hotéis em Madri




Publicidade

Publicidade

Avaliações e Dicas sobre Madri

Faça uma avaliação

Avaliações e Dicas - Madri

Publicidade