Sobre Ilhéus

  • Ilhéus

    Ilhéus é o pedacinho de terra de dois grandes reis baianos: Jorge Amado e o cacau. A história de um é contada pelo outro: os romances do escritor brasileiro deram reconhecimento para a cidade que tem a maior costa litorânea do estado da Bahia. A cidade apresenta aos turistas pontos que antes eram imaginados apenas nos livros de Jorge Amado. Um exemplo é o bar Vesúvio, que tem em suas paredes a imagem de Gabriela e, entre os seus quitutes, o famoso quibe. O segundo rei de Ilhéus, o cacau, fez da cidade a maior exportadora mundial da especiaria durante o Brasil Colônia. A herança do cultivo é vista e admirada nos casarões, palacetes e arquitetura da cidade. Uma simples caminhada pelas ruas de Ilhéus levam a imaginação para a época das capitanias hereditárias. Viajar para lá é garantia de diversão nas praias, de passeios inesquecíveis no centro histórico, de comidinhas deliciosas do povo baiano e de conforto turístico como o que é desfrutado em grandes destinos internacionais.

  • Gastronomia

    É fácil imaginar que a culinária de uma cidade litorânea é recheada de frutos do mar. Mas, em Ilhéus, a parte difícil é decidir entre os pratos típicos de frutos do mar e as iguarias da cozinha baiana.

    Peixes, lagostas, camarões, caranguejos e mariscos recheiam o cardápio dos restaurantes e bares ilheenses. Destaca-se, entre eles, o pitú, que é uma espécie de lagosta de água doce, bastante encontrada na região, e que serve como base para pratos e petiscos deliciosos.

    A comida típica do estado, como o acarajé e o bobó de camarão, é fácil de ser encontrada nos diversos bares e restaurantes da cidade. Mas, prestar atenção ao horário de funcionamento ajuda na hora de comer, pois alguns recintos só abrem à noite e outros somente para o almoço.

    A moqueca também é um dos pratos mais apreciados pelos visitantes de Ilhéus. Mista, de peixe ou de camarão, é facilmente encontrada nos estabelecimentos que ficam no antigo centro histórico. Até alguns barzinhos dessa região servem porções tão saborosas quanto os tradicionais restaurantes.

    A sugestão para sua sobremesa é o chocolate da região, tradicionalmente preparado com o cacau plantado na própria cidade. Essa típica delícia é uma das mais procuradas por turistas e também pelos moradores.

  • Vida Noturna

    A vida noturna em Ilhéus se divide entre a calmaria e o agito. Quem está em busca de paz e sossego vai curtir a tranqüilidade da pousada, hotel ou albergue. Mas quem procura agito vai encontrá-lo nas praias, no centro e em outras regiões da cidade.

    A Praia dos Milionários é um dos points mais procurados de Ilhéus. Em sua orla, moradores e turistas se misturam pra curtir a night ao som de música ao vivo que rola nas barracas de praia. A região da Avenida Soares Lopes e da Avenida 2 de Julho também é conhecida por ser movimentada e ter boas opções de lazer, principalmente no verão.

    Os barzinhos do centro da cidade, por sua vez, funcionam como um ponto de encontro à noite. Além de se reunir para beber, as pessoas costumam aproveitar a animação nos antigos, e nem tão fora de moda, karaokês e videokês. Há opções de bar que servem deliciosas moquecas de camarão regadas a uma cervejinha gelada, com direito a mesinhas do lado de fora.

    No bairro Pontal, a cidade reserva para os turistas os tradicionais os pubs. Neles, a noite de Ilhéus costuma ser embalada com shows de voz e violão, se destacando como o programa favorito de casais que viajam em busca de diversão. Os barzinhos situados à beira do antigo cais também agradam aos turistas, principalmente pela combinação da belíssima vista com o preço camarada cobrado nos estabelecimentos dessa região.

  • Transportes

    A melhor maneira para conhecer a cidade é de carro, pois facilita o acesso aos principais pontos turísticos. O automóvel pode ser alugado em alguma locadora de Ilhéus, que devido ao desenvolvimento turístico da cidade, conta com boas opções. É fácil dirigir por lá, já que Ilhéus é bem sinalizada.

    Quem preferir, pode optar pelos passeios oferecidos pelas agências de turismo ou ainda combinar roteiros e tarifas com os taxistas. Recorrer ao táxi ajuda quando a noitada se esticar até a madrugada. O preço da corrida está na faixa de outras cidades turísticas da Bahia. O melhor é pedir o táxi em alguma cooperativa que opere na cidade.

    O uso do transporte coletivo fica melhor se a distancia a ser percorrida não for muito longa. Ônibus operam em toda a região da cidade, sendo uma boa opção para se chegar ao centro histórico de Ilhéus, onde existem algumas atrações turísticas.

    Ilhéus não apresenta altos índices de violência, mas por ser uma cidade turística e chamar atenção, é sempre aconselhável tomar cuidados básicos de segurança. O principal é não reagir em casos de furtos ou assaltos. Para evitar ocorrências desse tipo, evite expor seus objetos pessoais enquanto caminha pela rua.

    Utilize o celular com atenção e procure estar atento. Evite também carregar grandes quantias de dinheiro e, quando for pagar algo, procure ser discreto. Em caso de problemas, procure alguma autoridade policial, como a Polícia Militar ou a Guarda Municipal.

  • Atrações e Programas

    O passeio até as fazendas de Cacau promete contar a história vivida pelos moradores de Ilhéus no início do século passado. A principal delas é a fazenda Primavera, que abriga um museu com mobiliário e documentos que datam da época do Império. Já a Fazenda Renascer ficou nacionalmente conhecida por servir de cenário para as gravações da adaptação do livro “Gabriela, Cravo e Canela”, de Jorge Amado, para a novela da TV Globo.

    Em ambas as fazendas, além de presenciar a colheita do fruto e o beneficiamento das amêndoas nas barcaças, o turista ganha uma aula sobre a fabricação de chocolates artesanais com direito a degustação.

    A Fábrica de Chocolate, construída em 1985, também rende um passeio histórico e exótico. Erguida nos moldes de um chalé suíço, é a primeira fábrica de chocolate artesanal da região. Uma curiosidade sobre os chocolates produzidos por lá é que as barras mais famosas têm esculturas eróticas em seu formato.

    Fazer um passeio até o Rio do Engenho e embarcar em uma canoa ou chalana (embarcação que comporta até cem pessoas) é diversão garantida para o início de tarde. A partida é feita na praça Maramata, no Pontal, com destino ao povoado de Engenho de Santana, onde fica a terceira mais antiga capela rural do Brasil, a capela de Santana, que data de 1537.

    Curtir as praias de Ilhéus é programa mais que obrigatório. A praia de Batuba, que fica a 19 quilômetros do Centro, possui a melhor infra-estrutura de todas. Nela está localizado o Batuba Beach, empreendimento que reúne bares, restaurantes, tenda de massagem, lojas de artesanato e áreas de shows.

    Canabrava e Tororomba são os pontos preferidos para quem gosta de ver gente bonita. É na divisa das duas praias que trabalha o artista plástico Antonio César Oliveira, que pinta paisagens espetaculares em pequenos azulejos com tinta a óleo conservada com resina automotiva.

    A praia Milionários também é outra excelente opção com boa infraestrutura. Vários casarões estão na sua orla, cujo movimento das barracas faz da região um dos points mais procurados para se divertir com amigos e família.

  • Clima e População

    O tipo de clima de Ilhéus é quente e úmido, com temperatura média anual de 25º Celsius, os termômetros variam entre 20ºC e 30º Celsius. Quem for viajar para a cidade baiana, deve saber que os meses em que chove mais são de outubro a janeiro (verão), período que também costuma fazer calor.

    A população da cidade é de 230 mil habitantes, divididos em 9 distritos e povoados. A economia movida pela exploração do cacau na época do Brasil Colônia promoveu a construção de prédios, casarões e até palácios. Esse locais serviram de abrigo para a os governantes, que viram a cidade ter um boom demográfico com o cultivo da fruta.

  • Pontos Turísticos

    A Casa de Cultura Jorge Amado é uma dos pontos turísticos mais cobiçados. O palacete que pertenceu à família do escritor foi doado em vida pelo próprio para a prefeitura. A casa, cujo átrio é decorado com azulejos ingleses em alto relevo, abriga museu, auditório e galeria de arte que contam parte da história do escritor. Se tiver sorte, o visitante ainda pode ser contemplado com apresentações artísticas e recitais de poesia.

    O Palácio do Paranaguá, atualmente sede da prefeitura, também é um marco arquitetônico e histórico de Ilhéus. Localizado no centro da cidade, a inspiração neoclássica do projeto é baseada no Paço dos Governadores, em Salvador.

    No outro lado da praça Rui Barbosa, está o Palacete Misael Tavares que, com suas 70 fazendas de cacau, chegou a ostentar a condição de maior produtor da fruta em todo o mundo. Seu dono, de mesmo nome, era tão rico que mandou pavimentar a rua Antônio Lavigne de Lemos com pedras de cobalto -que até hoje enfeitam o local - para que sua filha não sujasse o vestido de noiva no chão de terra batida.

    O Bar Vesúvio é um dos mais antigos estabelecimentos comerciais da cidade e é um dos símbolos de Ilhéus. Palco de muitas intrigas, famoso em todos os continentes através da obra de Jorge Amado, o bar é muito procurado por turistas que chegam à cidade. Além da história que cerca o estabelecimento, comidas como o quibe e a moqueca também fazem sucesso.

    O Cine Teatro Ilhéus¸ que fica no quarteirão Jorge Amado, é outra obra que merece ser visitada. Chegou a ser o maior teatro de toda a região Norte e Nordeste, com capacidade para mil espectadores. Depois de um incêndio, teve de ser remodelado e atualmente cabem 475 pessoas no local.

Receba ofertas imperdíveis!

Assine a newsletter do Mundi e receba as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por email.




Publicidade

Publicidade

Avaliações e Dicas sobre Ilhéus

Avaliações e Dicas - Ilhéus

Publicidade