Sobre Belém

  • A história revela em Belém todas as riquezas que uma das maiores cidades do Norte do país tem a revelar. A capital do estado do Pará, hoje, é moderna, mas suas principais características estão ligadas ao passado e à cultura indígena. Ela é vista como a entrada para a Amazônia, mas um passado não tão distante também revela que a cidade já teve o título Paris n’América, por causa da emigração de europeus para a região no início do século XX.

  • Clima e População

    O clima é do tipo equatorial, quente e úmido, com temperatura média anual de 25º Celsius. Normalmente, chove bastante ao longo do ano e um dos fatores que influenciam a ocorrência de chuvas é a proximidade com a Floresta Amazônica.

    Os meses mais chuvosos vão de novembro a março. Mas, como as chuvas podem acontecer a qualquer momento, elas estão longe de ser um empecilho para a viagem.

    A cidade tem quase 1,5 milhão de habitantes e sua região metropolitana reúne quase 2 milhões de pessoas. A região tem os maiores índices de desenvolvimento do Norte do Brasil e o setor de serviços é um dos que mais cresce. Um dos motivos é o investimento no turismo, que levou a cidade a melhorar sua infraestrutura para receber, a cada ano, pessoas de todos os lugares do Brasil e do mundo.

  • Pontos Turísticos

    O Theatro da Paz é um dos símbolos mais importantes de Belém e do estado do Pará. Sua inauguração consta de 1874 e sua arquitetura de estilo neoclássico foi inspirada no modelo do Teatro Scala de Milão, na Itália. Ele é um dos teatros mais importantes do país devido à sua imponência e beleza. Seu auge foi durante o ciclo da borracha. Nele foi apresentada, por exemplo, a famosa ópera de Carlos Gomes, O Guarani.

    O Forte do Presépio é um dos principais cartões portais de Belém. Ele é um dos marcos de fundação da cidade, que data de 1616. A fortaleza hoje abriga um museu e, no seu pátio, é possível ver, por exemplo, canhões que auxiliavam na proteção da região. Também existem peças de cerâmica marajoara e tapajônica que valem a pena ser conferidas.

    O Forte está situado dentro de um complexo cultural e arquitetônico que reúne outras atrações da cidade. O complexo Feliz Lusitânia tem em seu espaço a Catedral da Sé, a Casa das Onze Janelas, a igreja de São João e o Palácio Episcopal, onde funciona o Museu de Arte Sacra do Pará. Além de todos esses pontos turísticos, o complexo Feliz Lusitânia serve como espaço de lazer para os moradores e visitantes.

    A Basílica de Nazaré é ponto de encontro de turistas e moradores, que chegam à igreja movidos pela vontade de conhecer a imagem da padroeira do estado. Mesmo fora da época do Círio de Nazaré, a basílica deve constar do roteiro de viagens. O Museu do Círio, que fica na cripta da igreja, é um lugar único para se conhecer melhor a história de uma das maiores procissões religiosas do Brasil.

    O Parque da Residência é um local que reúne espaço para lazer, sorveteria personalizada e até um teatro. No começo do século XX, o parque servia como residência dos governadores, mas hoje ele abriga, por exemplo, um orquidário com espécies da Amazônia, um teatro com capacidade para 400 pessoas – onde antes funcionava uma estação de gás -, lojas com produtos artesanais da região e tem até uma sorveteria instalada no vagão de um antigo trem.

    A Estação das Docas é outra área de Belém a ser visitada. Para alguns, o local pode lembrar Puerto Madero, na Argentina, devido aos galpões de ferro espalhados no entorno da estação. Ela ocupa uma área de 32 mil metros quadrados, onde estão instalados bares, restaurantes, lojas e até teatros. O calçadão com 500 metros de extensão costuma ser usado para caminhadas, uma vez que está à beira da baía do Guajará.

    O Mangal das Garças é um admirável espaço que sintetiza, com harmonia, o ambiente amazônico com restaurantes, pórticos, mirantes, etc. O principal do Mangal são os borboletários, viveiros e mirantes que se localizam à beira do rio Guamá. Em sua área de 40 mil metros quadrados, o visitante pode contemplar o ecossistema da região enquanto desfruta da infraestrutura que existe a sua disposição.

    O Jardim Botânico da Amazônia está na lista das atrações mais visitadas de Belém. O Bosque, como ele também é conhecido, está no centro da cidade e possui viveiros, orquidários, aquários e lagos que abrigam a fauna e a flora da região. Além disso, ele também realiza estudos e abriga programas de preservação ambiental de espécies ameaçadas.

  • Atrações e Programas

    Se a viagem para Belém coincidir com o mês de outubro, o turista que chegar pela cidade terá a oportunidade de conhecer uma das maiores procissões religiosas do catolicismo no Brasil: o Círio de Nazaré. Realizado todos os anos, no segundo domingo de outubro, a caminhada é uma das maiores demonstrações de festa religiosa no Brasil. Cerca de 2 milhões de pessoas participam desse evento religioso.

    A multidão de fieis agarrados à corda do Círio, que seguem firmes até a Basílica de Nossa Senhora, se torna também uma atração cultural e é celebrada em outros pontos do estado.

    Além dos eventos religiosos, outras opções de lazer estão localizadas nas áreas abertas da cidade, como os mercados livres. Um dos mais importantes e mais conhecidos é o mercado do Ver-o-Peso, uma das maiores feiras livres da América Latina. Tudo que há de mais característico do Pará é vendido nesse mercado, que oferece pratos típicos de Belém, peixes dos rios paraenses, frutas e legumes regionais, além de artigos religiosos e ervas medicinais.

    Outro local a céu aberto que rende um bom programa é o mercado Ver-o-Rio, onde são encontradas comidas típicas, shows musicais e bares e barracas com vista para a baía do Guajará. O complexo ainda conta com playground para crianças, um calçadão de pedras portuguesas.

    O mercado de São Brás também vale a visita por apresentar uma mistura de dois estilos arquitetônicos: nouveau e neoclássico. Dentro dele, funcionam lojas de artesanato paraense. Para aqueles que gostam não se de comprar, mas também de admirar peças e objetos típicos de uma região, a dica é conhecer a Casa das Onze Janelas. Construída no século XVIII, hoje abriga um museu de arte contemporânea em Belém.

    Um passeio até a maior ilha fluviomarítima do mundo – a ilha de Marajó - também é obrigatório. Seus búfalos, praias, mangues, igarapés e carimbos são os principais atrativos. No entanto, nenhum deles se destaca tanto quanto o fenômeno da pororoca, quando as águas do rio Amazonas se encontram com o mar.

  • Vida Noturna

    A vida noturna de Belém costuma ficar agitada nos arredores da avenida Doca de Souza Franco. Nessa área, estão os bares mais movimentados e é costume ouvir muito pop rock e rock.

    A estação Docas é outro ponto de concentração para começar os agitos noturnos. A sexta e o sábado são os dias mais difíceis para conseguir uma mesa em algum bar ou restaurante.

    Se a região já estiver lotada, a Casa das Onze Janelas tem seu típico barzinho, batizado com o mesmo nome do prédio histórico. Mais boêmio e tranqüilo, a programação musical vai da MPB ao Blues, passando pelo Jazz e pelo Pop Rock.

    A região da Cidade Velha também tem alguns bares mais alternativos, principalmente próximos da Rua do Arsenal. Por aí, o turista vai encontrar uma galera mais descolada. O ideal é reunir um grupo de amigos para ir conhecer as baladas dessa região da cidade.

  • Gastronomia

    A culinária de Belém é cheia de cores, cheiros e sabores, que se espalham por todos os cantos da cidade. As barracas de tacacá, os quiosques de açaí e as mangas que caem das árvores a qualquer momento lembram o turista da diversidade de alimentos que compõem os pratos típicos do Pará.

    Um dos pratos mais famosos é o pato no tucupi, uma receita dos índios do Pará em que a carne do pato fica de molho num caldo de vinagre, sal, limão, cebola e alho. Depois, é assado no tucupi, um caldo de mandioca (aipim).

    Outra especialidade da região é a maniçoba, cuja base é a maniva, que precisa ser moída e fervida por sete dias com sal. Depois de tanto tempo, acrescenta-se chouriço, carne seca, costelinha de porco e vísceras de boi. Come-se tudo com farinha.

    O açaí com peixe e tacacá também é bem característico de Belém. Geralmente, ele é servido com uma espécie de sopa feita com tucupi. O açaí, a manga, o cupuaçu, o bacuri, entre outras, são as frutas cobiçadas do Pará

    As principais regiões da cidade em que essas iguarias são encontradas são os mercados e feiras livres, como a Estação das Docas, a região da Cidade Velha, a avenida Docas e os mercado Ver-o-Peso e Ver-o-Rio.

  • Transportes

    Os moradores e turistas em Belém têm à disposição os serviços de transporte público mais populares, como ônibus e táxis.

    Dirigir na cidade não é complicado, por isso, a melhor opção é alugar um carro. Há agências localizadas no principal aeroporto da cidade, mas a locação também pode ser feita com antecedência. As regras que devem ser obedecidas são as do Código Brasileiro de Trânsito. O trânsito é intenso, mas está longe de ser caótico.

    O carro alugado é uma excelente opção tanto para aqueles que querem se deslocar com rapidez de um ponto turístico a outro quanto para os que saem para uma balada. Neste caso, quem dirigir não deve beber. Por isso, é bom planejar a saída com um grupo de amigos ou, então, chamar um táxi.

    Os ônibus são válidos quando a circulação for na região metropolitana e nos principais pontos da cidade. O estado de conservação pode ser um problema, mas os veículos podem ajudar na hora de ir conhecer algum lugar bacana de Belém.

    As medidas de segurança básicas ao circular pela rua devem ser adotadas sempre. O ideal é evitar a exibição de pertences de valor elevado e andar com atenção pela rua. O principal é não reagir em casos de furtos ou assaltos. Para evitar ocorrências desse tipo, evite expor seus objetos pessoais enquanto caminha pela rua sozinho e quando estiver dentro dos ônibus. Em caso de problemas, procure alguma autoridade policial, como a Polícia Militar ou a Guarda Municipal.

Receba ofertas imperdíveis!

Assine a newsletter do Mundi e receba as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por email.

Fotos Belém (18)

Foto Belém - Master User

Belém, Enviado por Master User

Ver mais Fotos

Hotéis em Belém

Ver todos os hotéis em Belém




Publicidade

Publicidade

Avaliações e Dicas sobre Belém

Faça uma avaliação

Avaliações e Dicas - Belém

Publicidade