Delta do Parnaíba

Delta do Parnaíba

Porto das Barcas -
  • Avaliações: 4.5 de 2

Visto de cima, o encontro do Rio Parnaíba com o Oceano Atlântico lembra um quebra- cabeça gigante: basta imaginar que cada peça seja uma de suas 73 ilhas. Embaixo, é preciso decifrar os caminhos das águas para navegar com segurança, não se perder nos igarapés e evitar encalhar em um banco de areia. O aviso faz sentido. Os mais remotos relatos dessa região, ainda selvagem, devem-se ao português Nicolau de Resende, salvo de um naufrágio pelos índios tabajaras em 1571. Além da cordialidade da tribo, Resende deixou registrada em suas anotações a descoberta de um acidente hidrográfico raro: a foz do Parnaíba, na forma de delta ( a Quarta grega, representada por um triângulo ), que se divide em cinco ramificações ou braços e dá origem ao único delta em mar aberto. A foz do Mississipi, rio que nasce em território americano, também tem a forma de delta, mas ocorre em mar fechado: no Golfo do México.

Já esteve em Delta do Parnaíba? Avaliar

Mostrando 1 - 2 de 2 resultados encontrados

Explorando o Delta do Parnaíba

Delta do Parnaíba
4

Avaliação escrita em: 23 de Novembro de 2010
Ponto Turístico visitado em: Janeiro de 2010

O Delta do Parnaíba está situado entre os estados do Piauí e do Maranhão, e é o único delta das Américas que deságua em mar aberto. Suas ramificações desenham uma paisagem exuberante, com mais de 75 ilhas fluviais, dunas, mangues e florestas. Um verdadeiro cenário paradisíaco. Para chegar ao Delta do Parnaíba o principal porto de partida é a cidade de Parnaíba-PI. Foi para lá que eu e minha família fizemos uma viagem de 4 dias, em janeiro de 2010. Fomos no verão, apesar da estação do ano não ser realmente um empecilho. No Delta sempre faz sol e o clima é de calor intenso o ano inteiro. Viajamos de carro de Teresina até Parnaíba, cerca de 360 km de estrada muito bem conservada. Optamos por ficar em uma pousada simples, já que éramos um grupo grande. Contudo, a variedade de locais para se hospedar é imensa e agrada a todos os gostos e níveis econômicos. Há hotéis 5 estrelas, pousadas ecológicas, casas para alugar, fica a gosto de cada um. Destaque apenas para a pousada do SESC que é considerada uma das melhores do local. Atividades para fazer no Delta não faltam. Existem dezenas de ilhas com boa infra-estrutura para visitação. Contudo, a maior parte dos turistas se concentram nas maiores da região: Canárias, Igaraçu, Ilha do Caju, Ilha da Melancieira e Tutóia. Conhecemos as 3 primeiras por meio de um passeio de lancha que durou um dia inteiro. Muitos optam também por fazer o passeio em barcos maiores, que comportam até 70 passageiros. Como queríamos ter mais liberdade para explorar o delta, preferimos a lancha ao barco. Saímos do Porto das Barcas, localidade próxima a Parnaíba, ás 9:00 hs e retornamos ás 17:00 hs. No passeio conhecemos o Rio Parnaíba e sua principal foz, os igarapés, os povoados de pescadores, as praias, dunas, piscinas naturais, e a fauna e a flora da região. Paramos em vários pontos para observar melhor a vida selvagem, e tivemos três paradas mais longas para banho e caminhadas. O valor do passeio gira em torno de R$ 65,00 por pessoa com direito a almoço, frutas e guia especializado. Mas se o grupo for grande, é sempre possível pechinchar. O passeio foi inesquecível e recomendo a todos os que visitam o local. Não se esqueçam de levar um protetor solar potente, óculos, chapéus, maquina fotográfica e repelente, em alguns pontos há muitos mosquitos. Além do cenário perfeito do Delta, há ainda no litoral da cidade de Parnaíba várias praias belíssimas, visitadas quase que exclusivamente por moradores locais. O clima é de total tranqüilidade, mesmo na alta estação. Nas praias, a infra-estrutura não é das melhores, mas existem restaurantes a beira mar que ‘quebram o galho’. A água é quente e transparente e o vento muito forte, o que atrai muitos praticantes de esportes radicais. Quanto à culinária, não deixe de experimentar os frutos do mar da região. O caranguejo-uçá é uma delícia a parte e também o prato típico de lá. O artesanato é bastante rico, com vários objetos feitos com as fibras da carnaúba, e que retratam as lendas locais, tudo muito barato. Na cidade de Parnaíba, visite também o Casario histórico no Porto das Barcas, com varias casas de artesanato, restaurantes e sorveteria. O Delta do Parnaíba é o lugar ideal para quem quer relaxar, descansar e aproveitar o dia no mais completo sossego. Quem viaja para lá esperando encontrar muitas festas e badalação, vai perder seu tempo. Infelizmente ainda existem muitos preconceitos quando se fala em viajar para o Piauí. Geralmente as pessoas associam esse Estado à pobreza e acreditam que não existe muito que conhecer lá, um completo engano. A viagem que fiz ao Piauí, em especial ao Delta do Parnaíba, foi uma das experiências mais surpreendentes e belas que eu e minha família já experimentamos. Recomendo a todos.
 

1 de 2 pessoas (50%) acharam esta avaliação útil.

Esta avaliação ajudou você? Sim | Não

Delta: uma das Maravilhas do Piauí

Delta do Parnaíba
5

Avaliação escrita em: 1 de Agosto de 2011
Ponto Turístico visitado em: Dezembro de 2010

Visitei o Delta do Parnaiba em dezembro de 2010, passei apenas 1 dia , mas me encantei com a beleza da região. Beleza esta que reune manguezais, rios e mar aberto. Tive oportunidade de descer nos mangues e conhecer um pouco do habitat dos carangueijos da região, logo em seguida mergulhei ali mesmo nos rios que o cercam. Outro ponto marcante são o canto dos pássaros e a vegetação típica da região. Chegando propriamente ao Delta( encontro dos rios com o mar aberto) onde paramos para admirar a paisagem bem como conhecer as dunas ali existentes. Pra mim, conhecer o Delta do Parnaíba foi uma experiencia inigualável e que todos que gostam de paisagens bonitas deveriam conhecer.
 

2 de 2 pessoas (100%) acharam esta avaliação útil.

Esta avaliação ajudou você? Sim | Não

1
 
0 de 0

 



Publicidade