Serra do Cipó, MG

Avaliações e Dicas - Serra do Cipó

Nota Média

Nota Média 4.3

Excelente "Superou as expectativas!"

Faça uma avaliação

Total de Avaliações: 3

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 34.0% 1
Bom 67.0% 2
Razoável 0.0% 0
Ruim 0.0% 0
Péssimo 0.0% 0

Avaliações

  • 10 avaliações.
    1 foto em 1 lugar.
    Dulcita

    Dulcita escreveu:

    Pertinho de BH: Serra do Cipó

    • Destino visitado em Dezembro de 2011
    • Avaliação feita em 20 de Dezembro de 2011

    Este texto vai para quem gosta de caminhar, de natureza, para os ecologicamente corretos.

    Em Minas sempre se pode surpreender com os achados, mas a Serra do Cipó é tudo de bom, o lugar fica à cerca de 100 quilômetros de Belo Horizonte, saída para Lagoa Santa.

    Hoje, muitas pessoas se surpreendem com a estrutura da Serra do Cipó, em cidadezinhas como Santana do Riacho já se encontram de tudo, boas pousadas, restaurantes, lojinhas, artesanato, bares, etc. Um ponto de referência legal para os turistas que gostam de acampar é a ACM, ou seja, Associação Cristã dos Moços, um camping muito bem estruturado que fica bem no meio da Serra e com uma cachoeira incrível dentro: o Véu da Noiva. Mas hoje minha dica é o Parque Nacional da Serra do Cipó. Com uma vegetação incrível, fauna, cachoeiras e caminhadas muito legais, principalmente no inverno, que é mais seco por aqui em Minas. O Parque Nacional da Serra do Cipó tem várias atrações bem interessantes, como a Cachoeira da Farofa, o Cânion Bandeirinhas, algumas lagoas, etc. Os passeios podem ser feitos a pé, de bicicleta ou a cavalo que estão logo ali na entrada do parque para serem alugados. A entrada você paga 6 reais por pessoa e pode ficar no parque até às seis horas da tarde. Lembrando que uma caminhada até à Cachoeira da Farofa dura em média 2 horas e as pessoas tem que ter uma estrutura física e um bom preparo para fazê-la, levar água, repelente, etc. Muita atenção com os carrapatos na época de seca, pois eles realmente existem e chegam a incomodar. E infelizmente nosso verão é bem chuvoso, então temos que aproveitar os poucos dias de sol.

    Enfim, para sair do estresse da cidade, sentir o ar puro das montanhas, tirar boas fotos, fazer uma boa caminhada, vale muito a pena. E o detalhe é que a Serra do Cipó fica bem pertinho de BH, então não há como não conhecer este lugar maravilhoso.

    Nota Média 4

    Bom "Voltaria certamente."

    Esta avaliação foi útil para 1 pessoa, e para você? Sim

  • 1 avaliação.
    harrisonpere

    harrisonpere escreveu:

    minas tur

    • Destino visitado em Junho de 2011
    • Avaliação feita em 5 de Junho de 2011

    local ondo todos brasileiro que gosta da natureza deveria visitar

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 1 pessoa, e para você? Sim

  • 1 avaliação.
    3 fotos em 1 lugar.
    siomara

    siomara escreveu:

    travessia 110 km Serra do Cipó

    • Destino visitado em Janeiro de 2010
    • Avaliação feita em 29 de Janeiro de 2011

    A Serra do Cipó é um dos conjuntos naturais mais exuberantes de Minas Gerais. Entre seus vales, Grutas rios e campos, a Serra guarda um importante patrimônio natural, além de sítios arqueológicos únicos, que revelam vestígios de comunidades primitivas.

    Possui grande biodiversidade, e guarda espécies encontradas somente aqui.

    A fauna é representativa e abriga espécies ameaçadas de extinção.

    Para comemorar o aniversário do meu marido, decidimos fazer uma travessia pelo maciço da Serra do Espinhaço, desfrutando os banhos de cachoeira e as belezas naturais da região. No primeiro dia deixamos o carro num Vilarejo chamado Lapinha da Serra (Lapinha da serra, assim como Santana do Riacho, foi criada para servir como ponto de apoio aos tropeiros que faziam este percurso antes da explosão da exploração do diamante). O proprietáro do camping Das Bromélias, muito simpático, concordou que o carro poderia ficar os três dias sem nos cobrar. Saímos para o trekking em direção ao Poço do Soberbo( maior poço do entorno da Serra do Cipó), onde tomamos nosso primeiro banho. Prosseguimos até próximo ao vilarejo do Inhame, dormimos numa casa de pedra no alto da serra. No segundo dia, caminhamos 40 km e nosso objetivo era chegar no vilarejo da cachoeira do tabuleiro, mas escureceu e tivemos que montar uma rede de selva para passarmos a noite. Amanheceu em seguimos em direção a Cachoeira do Tabuleiro ( É mais alta de Minas Gerais e a terceira maior do Brasil. São 273 metros de queda livre formada a partir de um paredão de beleza monumental). Após três dias de caminhada, 110 km de subidas e descidas, noites frias e muitas bolhas nos meus pés, chegamos para dormir na Pousada Varandas da Serra, onde fomos muito bem recebidos, e então, fomos relaxar na sauna e na piscina aquecida, sem dúvida, foi muito bom. A noite saímos para comer uma deliciosa pizza, na pizzaria Santa Pizza com uma cerveja bem gelada. Dormimos muito bem e tomamos um excelente café da manhã.

    Todos os lugares que passamos, comemos e nos hospedamos fomos bem recebidos, como se estivessemos em casa, sem dúvida, quem estiver a fim de sair da rotina e se aventurar por uma das paisagens mais bonitas do Brasil, venha se aventurar em um trekking para lá de radical na Serra do Cipó. Importante, esta travessia para quem não tem experiência deve ser feita acompanhado por um guia.

    Nota Média 4

    Bom "Voltaria certamente."

    Esta avaliação foi útil para 2 pessoas, e para você? Sim

    Fotos

1

Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade