Ponta do Corumbau, BA

Avaliações e Dicas - Ponta do Corumbau

Nota Média

Nota Média 5.0

Excelente "Superou as expectativas!"

Faça uma avaliação

Total de Avaliações: 3

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 100.0% 3
Bom 0.0% 0
Razoável 0.0% 0
Ruim 0.0% 0
Péssimo 0.0% 0

Avaliações

  • 1 avaliação.
    Leonardo pithon

    Leonardo pithon escreveu:

    Ponta do Corumbau, um paraiso.

    • Destino visitado em Fevereiro de 2011
    • Avaliação feita em 12 de Junho de 2011

    Ponta du Corumbau, um lugar paradisiaco, perfeito para relaxa em um mar calmo, transparente e a temperatura da agua muito agradável, uma dica é saborear um peixe com camarao sempre freco a beira da praia.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 2 pessoas, e para você? Sim

  • 2 avaliações.
    3 fotos em 1 lugar.
    xandao84

    xandao84 (São Paulo) escreveu:

    Corumbau - Longe de tudo, perto do paraíso

    • Destino visitado em Julho de 2009
    • Avaliação feita em 27 de Dezembro de 2010

    Durante uma viagem à Porto Seguro, como eu e minha namorada ouvimos já conhecíamos, decidimos visitar Corumbau que é um lugarejo ao sul da Bahia, localizado na costa do descobrimento do Brasil. Pagamos R$ 80 reais por pessoa (ida e volta) e fomos de carro para Trancoso (40 minutos) e depois pegamos um barco até a Ponta de Corumbau (1h30).

    Corumbau, na língua dos Pataxós significa "lugar distante", e não poderia ter nome melhor para a região de mata semi-virgem, habitada por pescadores e até por índios Pataxós. É um lugar tranquilo, sem agitação ou estresse, é perfeito para descansar e esquecer do mundo.

    Para se hospedar existem pousadas para todos os bolsos e gostos, escolhemos a Villa Segóvia, que fica há uma quadra da praia, tem excelente infraestrutura, restaurante e ótimo preço, oferece diversos passeios e os funcionários são muito educados e prestativos.

    Recomendo levar dinheiro vivo e usar cartão nos hotéis e restaurantes, por ser mais prático. Eu e minha namorada levamos R$ 400 reais (tirando os gastos com hotel, ida e volta) e foi mais que suficiente.

    Com 15km de praias desertas e o encontro do rio Corumbau com o mar, o cartão postal desse paraíso é a ponta de areia que avança por 500 metros pelo mar, onde é possível caminhar quando a maré está baixa e ver os peixinhos coloridos que nadam entre o kilometro de recifes e piscinas naturais de águas cristalinas. A areia fina e branca, somada com os coqueiros completam o visual. O clima é típico do nordeste e faz sol e calor o ano todo.

    Na Ponta do Corumbau tem a vila de pescadores, com os melhores restaurantes, que servem peixes e ostras frescas e o melhor caldinho de sururu e a melhor casquinha de siri, além de drinks, sucos, cerveja e água de coco.

    Apesar de ser um lugar tranquilo e perfeito para relaxar, existem muitas coisas para se fazer. A aldeia Pataxó, esbanja cultura e tradição dos índios, onde se pode ver suas rotinas, danças e inclusive comprar artesanato.

    No hotel, compramos um passeio de caiaque pelo Rio Corumbau por R$ 20 reais (duas pessoas), mas há opções de barco, escuna ou canoa. Seja qual for o transporte escolhido, recomendo esse passeio para admirar os peixes coloridos que nadam em cardumes, embelezando as águas perfeitamente límpidas.

    Em Corumbau está o Parque Nacional do Monte Pascoal, um passeio muito recomendado pelo seu valor histórico com mais de 22 mil hectares de mata atlântica, dura cerca de meio dia e é possível ver entre animais ameaçados de extinção, como preguiças e onças, árvores como Pau Brasil e Jacarandá, além de fazer trilhas que levam ao topo do monte para ver o mar azul e uma vista espetacular. O ingresso custa R$ 3, mas as trilhas devem ser combinadas com os guias e variam de acordo com a quantidade de pessoas.

    Há 12 km de Corumbau está a Barra do Cahy, o passeio pode ser feito de barco ou a pé, pela estrada de Cumuruxatiba e ver as lindas praias e as falésias que embelezam o cenário. Dizem que foi ali que o navegador português, Nicolau Coelho desembarcou. Tomar um banho refrescante, saborear os peixes deliciosos e beber cerveja gelada são as regras.

    No último dia, fizemos o passeio de barco para ver as baleias Jubarte, que habitam a região durante os meses de julho a outubro. Escolhemos o Barco do Gileno, o passeio custou R$ 40 por pessoa e durou meio dia. Comida e bebida são a parte desse valor e durante o trajeto, além de admirar a beleza dos corais, fizemos o mergulho ecológico, já que o barco para no meio do caminho. Quem preferir, pode apenas nadar. Depois de uma hora navegando, conseguimos ver as baleias fazendo suas acrobacias. É emocionante!

    Visitar Corumbau e conhecer um lugar diferente dos pontos turísticos mais tradicionais do Brasil foi uma experiência única e maravilhosa. É impossível não relaxar diante tanta natureza e beleza. Um dos lugares mais bonitos do mundo ficará marcado para sempre na minha lembrança, portanto, se você quer sombra e água fresca, Corumbau é o seu lugar!

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 11 pessoas, e para você? Sim

    Fotos

  • 2 avaliações.
    Helen Coutinho

    Helen Coutinho escreveu:

    Certeza

    • Destino visitado em Janeiro de 2010
    • Avaliação feita em 5 de Janeiro de 2010

    Praia paradísiaca, entre o mar e mangue, 15 km de praia deserta!

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 2 pessoas, e para você? Sim

1

Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade