Pequim, China

Avaliações e Dicas - Pequim

Total de Avaliações: 2

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 100.0% 2
Bom 0.0% 0
Razoável 0.0% 0
Ruim 0.0% 0
Péssimo 0.0% 0

Nota Média

Nota Média 5.0

Excelente "Superou as expectativas!"

Faça uma avaliação

Avaliações

  • 2 avaliações.
    5 fotos em 1 lugar.
    lilicasinger

    lilicasinger escreveu:

    Pontos turísticos em Pequim

    • Destino visitado em Abril de 2010
    • Avaliação feita em 31 de Janeiro de 2011

    Pequim é impressionante. É preciso ficar pelo menos 5 dias por lá para conhecer as principais atrações turísticas e com o tempo corrido. Nós ficamos hospedados perto da cidade proibida e eu achei a localização ideal. Era possível ir a pé (as vezes caminhadas longas) para a Cidade Proibida, a Praça Celestial, a rua Qianmen, o lago Houhai, etc.

    Principais atrações turísticas:

    ∙ Cidade Proibida + Montanha de Carvão + Parque Beihai: Esse passeio é indispensável, demora umas 4h (pode demorar mais, se parar para descansar no parque, etc..). A Cidade Proibida é impressionante, e fica mais impressionante ainda quando vista de cima (na Montanha de Carvão – vale super a pena subir a montanha). O parque beihai é um dos lindos parques de Pequim, com lagos, muita gente caminhando, muita gente dançando (sim, dançando no meio do parque com música e tudo!). Esses 3 lugares são mais ou menos conectados, então é bom fazer os passeios no mesmo dia.

    ∙ Praça Tiananmen + Mausoléu do Mao + Rua Qianmen: A praça Tiananmen (praça da paz celestial) também é essencial. Fica em frente a Cidade Proibida (é possóvel visitar os dois no mesmo dia também). O Mausoléu do Mao eu não consegui visitar, porque estava interditado, mas parece que vale a pena. Para visitar o Mausoléu é preciso levar documento com foto (no caso, passaporte) e não pode entrar com máquina fotográfica, mas eles fornecem lugar para guardar a máquina. Também tem que ter disposição para enfrentar longas filas (evite finais de semana). A Rua Qianmen é super charmosa, tem um trenzinho, várias lojinhas legais e tem também um restaurante super famoso de pato laqueado (Quan Ju De Roast Duck) – vale super a pena.

    ∙ Lago Houhai + Torre do Sino e Torre do Tambor + Rua Nanluguoxiang + Hutongs: O lago Houhai é lindo, e rodeado de restaurantes (vale a pena conhecer o No Name, de comida de Yunnan), perto de lá está a rua Nanluguoxiang que é muito charmosa e ótima pra comprar lembrancinhas (caderninhos, camisetas, papeis recortados, etc...). As torres do Sino e do Tambor ficam uma em frente da outra e eram importantes para avisar a população para ficar alerta em épocas de guerra. Se tiver tempo, prefira subir na torre do tambor em algum horário que tenha a apresentação. Os hutongs (ruelas bem estreitas, com casas simples onde vive a população pobre de Pequim) parecem labirintos, e é ótimo para se perder. Caminhando pelos hutongs, encontrei noivas posando para fotos do álbum de casamento e restaurantes muito charmosos. É possível pegar um rickshaw (aquelas pequenas carrocinhas puxadas por bicicletas) para fazer o passeio pelos hutongs, mas negocie o valor antes – eles sempre querem se aproveitar dos turistas.

    ∙ Estádios Olímpicos (Ninho do Passarinho + Cubo d’água): Os estádios e ficam ao norte da cidade (é um pouco afastado). A estação de metrô que fica lá perto está desativada, recomendo ir e voltar de táxi. O passeio é curto, é possível entrar no Ninho do Passarinho, vale a pena visitar.

    ∙ Palácio de Verão: é impressionante, tem que visitar. O palácio é enorme, rodeado por um lago imenso (em que é possível alugar um barquinho ou pedalinho). Fica um pouco distante do centro, mas é possível ir de metrô (leva uns 40 min da praça celestial).

    ∙ Beijing Zoo: fica um pouco distante também, é possível visitar no mesmo dia do palácio de verão (já que ficam para o mesmo lado da cidade). Também da pra ir de metrô. O zoológico é fraquinho, as instalações são um pouco deprimentes, mas vale a pena para visitar os pandas e o aquário que fica dentro do zoológico. Eles cobram ingresso pra entrar no zoológico (20 yuans), cobram de novo para visitar os pandas (10 yuans), e para o aquário (110 yuans).

    ∙ Templo Lama + Templo Confuncio: eu amei ambos os templos, mas se tiver pouco tempo, acho que é um passeio dispensável. Eles ficam muito próximos, e a visita dos dois templos deve durar algo em torno de 2 horas. O templo Confuncio foi um dos poucos lugares que fomos na China que estava vazio, também foi um dos poucos lugares em que existia muita explicação em inglês. O templo Lama é um templo budista, e que, apesar de lotado, transmite uma paz inigualável. Muitos freqüentadores são apenas turistas, mas muitos vão lá para rezar, que também é um ritual muito bonito (se quiser rezar também ao estilo budista, compre incensos, que são vendidos na porta do templo).

    ∙ Templo do Céu: um dos lugares mais bonitos de Pequim. Como tudo por lá, o lugar é imenso, antes do templo, existe um parque gigante e lindo, com muita gente dançando, jogando badmington, etc. O passeio leva umas 2h pelo menos, e o parque é lindo, vale fazer um pique-nique por lá.

    ∙ Wangfujing: Wangfujing é a rua onde tem a feira noturna de comidas exóticas (lá é possível provar espetinhos de grilo, lesmas, estrelas-do-mar e qualquer outra bizarrice que se possa imaginar) – eu só tirei fotos, não comi nada não. Além de comidas exóticas a rua tem também shoppings luxuosos. Fica perto da Cidade Proibida, e a feira começa por volta das 18h.

    ∙ Muralha: a muralha é o único passeio que você não pode deixar de fazer de jeito nenhum. Próximo de Pequim tem uma parte da muralha que foi completamente reconstruída (Badalin) – não fomos lá, dizem que fica muito cheio. Fomos na parte conhecida como Simatai (uma viagem de 3 horas de Pequim). O passeio era uma caminhada de 10Km sobre a muralha e foi muito impressionante. Fechamos o passeio com um albergue que fica próximo a rua Qianmen (http://www.qianmenhostel.com/). O passeio incluía a viagem de ida e volta, o almoço e todos os ingressos que precisava durante o caminho.

    ∙ Sanlitun: Sanlitun é o bairro em que a maior parte dos estrangeiros moram. É agitado, tem muitos restaurantes bons (inclusive internacionais), muitos barzinhos, um Shopping ao ar livre bem moderno e é onde fica o Yashow Market, um dos mercados de coisas falsificadas. Em Sanlitun fica um restaurante muito bom, também de comida de Yunnan, chama-se Middle 8 (fica meio escondidinho, então peça para alguém do hotel explicar onde fica).

    ∙ Ovo: o ovo é o principal centro de artes performáticas de Pequim. Vale a pena visitar para tirar fotos (a construção é linda), e se tiver tempo, vale a pena assistir à ópera de Pequim (não entendemos nada, mas foi interessante ver a maquiagem, roupas, etc). Fica próximo da praça Tiananmen.

    ∙ Silk Market + Yashow Market: Esses são os famosos mercados que vendem muita coisa falsificada (roupas, relógios, bolsas, lenços, eletrônicos, brinquedos) e souvenirs da China (conjuntos de chá, mini guerreiros de Xian, um jogo chamado Mahjong, bonequinhas lindas, chaveiros, e etc...). Vá com tempo aos mercados, porque pra cada coisa que você quiser comprar perde-se uns 30 min barganhando (tem gente que acha divertido, mas eu acho um saco). Eles falam um preço e você fala 10% do valor que ele falou (sim, 10%). Eles ficam horrorizados e abaixam o preço, e por ai vai... Você tem que fingir que acha um absurdo o preço que ele falou, ir embora, e eles vêem atrás. Haja paciência.

    ∙ Parque do Sol e Distrito 798: não fui nesses dois lugares, mas parece que vale a pena também. O distrito 798 é como se fosse uma bienal a céu aberto. Fica um pouco distante da cidade, mas é possível ir de metrô e depois pegar um táxi.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 13 pessoas, e para você? Sim

    Fotos

    • Espetinhos de grilo
    • Muralha da China (Simatai)
    • Templo do Céu
    • Cidade Proibida
    • Ninho do Pássaro
  • 1 avaliação.
    Mauricio vieira

    Mauricio vieira escreveu:

    Pequim, Beijing - um sonho realizado

    • Destino visitado em Agosto de 2008
    • Avaliação feita em 23 de Julho de 2010

    Estive em Pequim durante 15 dias, fiquei apaixonado pela cidade, fiz uma viagem maravilhosa do Rio ate chegar a Pequim, mesmo o voo levando mais de 30 horas. Chegando no aeroporto, observei a enormidade do mesmo, belissimo em formato de dragão. Não tive problemas na alfandega ao chegar e para sair do mesmo foi uma peripécia, ate porque no inicio, da viagem meu destino final era Tianjin e teria que fazer uma viagem de trem de Pequim para Tianjim. No aeroporto, não souberam me explicar direito como eu chegaria de trem ate Tianjin sabendo eu que teria que pegar o mesmo na estaçao central de Pequim. Ae começou a historia mais engraçada da viagem, logo ao chegar a um país estranho! Ate eu conseguir pegar o dito trem na estação central eu levei mais de 3 horas, ate me fazer entender na gare central de Pequim que queria ir para a cidade de Tiajin, isso graças a uma chinesinha de 16 anos, que falava ingles fluente e me ajudou ate embarcar no trem com destino a Tiajin. Detalhe, a chinesinha estava acompanhada da mãe e nao largou dela um minuto e a mãe nao sabia falar inglês e eu percebia que todo momento a mãe perguntava a filha o que eu tava falando. A estação de Pequim é uma cidade a parte , uma gare gigantesca, com milhares de pessoas entrando e saindo !

    Depois, conheci não só os principais pontos turisticos, como também pontos que podem se dizer, não turísticos, por partes da cidade que duvido que fossem turistas, areas onde os cidadãos vivem e convivi com alguns.

    Visitei a cidade proibida, o palacio de verão, o templo do céu, as muralhas em Metanyahu e Badaling, o centro de reprodução de pandas, o estadio ninho dos pássaros, o cubo dágua, andei no trem bala da cidade de Pequim a Tianjin, visitei templos budistas na cidade de pequim e nos arredores onde a paz reina e saí desses lugares com uma sensação que algo mudou em mim...sem contar o contato com a culinária, que para muitos é exótica, mas eu evitei comer determinados pratos que realmente aos nossos olhos ocidentais não são muito digeríveis como: gafanhoto frito, enguia ao molho de pimenta, o pato laqueado eu não comi porque eu odeio aves, mas fui a um dos resstaurantes que servia o prato só pra ver, preferi comer um peixe grelhado com um arroz feito com legumes em tirinhas e um tipo de mexido de ovos com tomate e um molho delicioso que acompanhava o mesmo.

    o zoo de Pequim é um local que não se pode deixar de ir, não só pela diversidade de animais,como pelos diversos tipos de entretenimento que existem dentro do zoo, como passeios de lanchas voadeiras, um cine 180 graus, e o berçario de pandas que vc os vê de pertinho, e são lindos.

    As muralhas das cercanias da cidade estão em otimo estado, tendo um serviço eficiente de locomoção ate elas de qualquer ponto da cidade de pequim ou do hotel em que vc fique hospedado. E é algo indescritivel mesmo, maravilhoso. Um dia deve ser reservado somente para as muralhas, para que possa caminhar sem se preocupar com hora. Não se tem como fazer visitas com pressa na China, isso se fizer, perde-se muito e fica uma sensação de vazio, que algo ficou faltando.

    E como o povo de Pequim gosta de brasileiro! Como eu tava sempre com alguma coisa que me identificava como brasileiro, diversas vezes parei ou fui parado para tirar fotos. Coisa curiosa do povo de pequim, adora tirar fotos com estrangeiros! Sem contar que são amistosos, pelo menos tive essa boa impressão.

    Fiquei hospedado em um hotel simples mas muito aconchegante proximo ao estadio dos Trabalhadores, numa avenida enorme, em Dongsishitsao, tendo a disposição metro e onibus a vontade, com facil locomoçao para qualquer ponto da cidade, proximos a lojas, shoppings e podendo andar tranquilamente nas ruas, independente de horario, sem medo de ser assaltado ou de me perder.

    Em suma, eu passei 17 dias conhecendo uma cultura que me apaixonou e tenho imensa vontade de voltar.

    Teria ainda muito mais coisas a dizer, pois tive varias situações, algumas hilárias durante a estada em Pequim....

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 10 pessoas, e para você? Sim

1



Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade