Oriximiná, PA

Avaliações e Dicas - Oriximiná

Nota Média

Nota Média 4.5

Excelente "Superou as expectativas!"

Faça uma avaliação

Total de Avaliações: 2

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 50.0% 1
Bom 50.0% 1
Razoável 0.0% 0
Ruim 0.0% 0
Péssimo 0.0% 0

Avaliações

  • 1 avaliação.
    diegodacal

    diegodacal escreveu:

    A princesa do Trombetas

    • Destino visitado em Julho de 2009
    • Avaliação feita em 2 de Julho de 2010

    Um pouco da geografia:

    A cidade de Oriximiná fica localizada no oeste paraense. A cidade, que é chamada de princesa do Rio Trombetas, é pequena, e possui algo em torno de 50mil habitantes. O município, em área, é o 3º maior do mundo, ficando atrás apenas de um município na China e outro também no Pará.

    A cidade é vizinha de Óbidos, a capital cultural da região. Este município possui 2 membros fundadores da Academia Brasileira de Letras, Inglês de Souza e José Veríssimo.

    Na região do oeste paraense existe um movimento que pretende criar um novo estado para aquela região, que muitas vezes é deixada de lado pelo Governo do Pará. O novo estado seria chamado de Estado do Tapajós, e a capital seria Santarém.

    Minhas percepções:

    A cidade também possui as primeiras terras Quilombolas demarcadas do Brasil, o que foi uma vitória muito grande, esta população quilombola vive, em sua grande parte, nos rios Erepecuru, Erepecu e no Alto Trombetas, e são recheados de lendas e mitos, como o do boto, das cobras do Erepecu e Erepecuru, da igreja de ouro e muitos outros.

    Oriximiná parece ser duas cidades dentro de uma, a cidade em si e o interior. As pessoas da cidade são muito simpáticas e receptivas, na cidade tudo é bem barato comparado ao custo de vida do Rio de Janeiro. No interior as pessoas rapidamente ficam muito íntimas e confiam muito em quem está lá com o status de pesquisador (muitas pessoas vão lá fazer pesquisas, tanto europeus quanto estudantes da UFF, que tem uma unidade avançada no local), elas são muito sinceras e carinhosas. Nas comunidades o dinheiro não é algo tão necessário, eles vivem basicamente de extrativismo, o dinheiro se torna importante no relacionamento com a cidade, para comprar diesel para os motores de rabeta, comidas que não são plantadas, remédios, motores e outros.

    Algumas pessoas do interior vão estudar na cidade, e percebi que elas tentam fazer cursos que sejam necessários ou úteis à comunidade, como cursos de saúde, para se tornar professor etc. Essas pessoas que vão estudar "fora" não veêm a hora de voltar para suas comunidades, e quase não conseguem viver dentro da cidade, e em suas casas tentam reproduzir um pouco da comunidade dentro da cidade.

    O futebol carioca é muito presente nestas terras, e pude perceber, empiricamente, que o Vasco é o clube de maior aceitação lá, mas também existem muitos flamenguistas, são paulinos e corintianos. Naquela região eles torcem muito pelo São Raimundo, time de Santarém, recém promovido à série C, que sagrou-se campeão ao vencer o Macaé Sports, time da minha cidade natal aqui no Rio de Janeiro. Bela coincidência.

    Como chegar:

    Chegar à Oriximiná é mais que uma viagem, é uma missão. Saindo do sudeste brasileiro, pode-se ir até Manaus, Belém ou Santarém. E dessas cidades tomar um barco que vá até a princesa do trombetas. De Manaus demora-se algo em torno de 1 dia e meio de viagem, de Belém demora-se muito mais, e de Santarém eu não faço ideia.

    Existe também a opção de tomar um pequeno avião em Santarém, através da Meta Linhas Aéreas.

    Eu fiz o trajeto de barco partindo de Manaus, e foi uma ótima experiência. Ficar tanto tempo em um barco é bem legal. Mas infelizmente perigoso, frente aos vários acidentes que ouvimos histórias. Uma outra dica que deixo para viagens de barco é para tomar muito cuidado com seus pertences quando o barco atraca nos portos intermediários. Qualquer um pode entrar na embarcação e dizem que os roubos são uma constante. Felizmente não perdi nada.

    Oriximiná foi uma bela descoberta para a minha vida, foi meu eldorado amazônico. Com certeza voltaria para aquele lugar e faria ótimas fotos por lá.

    Nota Média 4

    Bom "Voltaria certamente."

    Esta avaliação foi útil para 6 pessoas, e para você? Sim

  • 1 avaliação.
    eliel oliveira

    eliel oliveira escreveu:

    Excelente

    • Destino visitado em Agosto de 2010
    • Avaliação feita em 22 de Junho de 2010

    Muito bom

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 3 pessoas, e para você? Sim

1

Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade