Mangue Seco, BA

Avaliações e Dicas - Mangue Seco

Nota Média

Nota Média 4.85

Excelente "Superou as expectativas!"

Faça uma avaliação

Total de Avaliações: 9

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 89.0% 8
Bom 12.0% 1
Razoável 0.0% 0
Ruim 0.0% 0
Péssimo 0.0% 0

Avaliações

  • 1 avaliação.
    valinciano

    valinciano escreveu:

    Lugar mágico

    • Destino visitado em Dezembro de 2007
    • Avaliação feita em 1 de Setembro de 2012

    Tenho família em mangue seco e pontal que fica em sergipe e por onde as pessoas precisam ir para chegar até mangue seco. já estive 3 vezes nesse paraíso e pretendo voltar muuuuitas vezes e levar minha esposa e filhos... recomendo muito uma visita até lá.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 2 pessoas, e para você? Sim

  • 12 avaliações.
    53 fotos em 8 lugares.
    41 respostas.
    jeanwt

    jeanwt escreveu:

    Relaxante demais!

    • Destino visitado em Julho de 2010
    • Avaliação feita em 25 de Janeiro de 2012

    Mangue Seco é um daqueles lugares mágicos que você nunca vai esquecer na vida.

    O clima do lugar é de extrema tranqulidade, o mar é lindo e a praia maravilhosa.

    saindo de aracajú, leva-se 1 hora de carro para chegar ao local onde se pega um barco que em 15 minutos te atravessa pra Bahia, um passeio lindo pelo rio. Lá chegando é necessário contratar um motorista que de bugre te leva à Mangue Seco.

    Pode-se escolher com ou sem emoção(rs), mas já aviso que a emoção é muito pouca, já que as dunas lá não são muito grandes.

    No caminho pra Mangue encontramos os coqueiros onde foi filmado a abertura de "Tieta". O guia fez questão de enfatizar isso mais de uma vez, mas estando lá, tv é a última coisa que se quer pensar.

    Diversos bares estão à beira da praia. Não me lembro o nome do bar que ficamos, mas a cerveja estava gelada, a comida muito boa e tinham diversas redes, onde tirei uma soneca maravilhosa.

    É um passeio imperdível. Sou louco pra voltar lá. Uma das melhores praias que já fui com certeza!

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 3 pessoas, e para você? Sim

    Fotos

  • 1 avaliação.
    11 fotos em 1 lugar.
    Agustín Carvalho

    Agustín Carvalho (São Paulo) escreveu:

    Os encantos de Mangue Seco

    • Destino visitado em Julho de 2010
    • Avaliação feita em 10 de Outubro de 2011

    A vila de Mangue Seco, localizada no município baiano de Jandira, ficou famosa após a TV Globo gravar, na década de 1980, a novela “Tieta”, inspirada no livro "Tieta do Agreste" de Jorge Amado.

    O caminho mais rápido e fácil para chegar em Mangue Seco é através do litoral sul de Sergipe. Ainda em Aracaju (SE), o viajante pode pegar uma lotação na praia de Atalaia. Em menos de uma hora, após percorrer as principais praias da capital sergipana, o motorista anunciará a primeira parada: Praia do Saco, uma das mais lindas do mundo!

    Vale a pena tirar algumas fotografias e sentir a brisa do mar bater no rosto e o cheiro de caranguejos atoladas na lama. Após alguns minutos de contemplação, é hora de seguir viagem. Durante esse trecho, preste atenção nas dunas. Daqui a alguns minutos, você chegará ao verdadeiro paraíso na Terra: Mangue Seco. Preste atenção nas histórias que o motorista conta, principalmente sobre um sergipano casado com sete mulheres, algumas irmãs, e que moram todos na mesma casa, uma casa azul à direita.

    É hora de descer e pegar a escuna, um veleiro bastante usado na navegação local. O passeio de escuna já é um dos pontos fortes. A viagem de escuna pelos rios Vaza-Barris e Real, dois verdadeiros gigantes, é fantástica! Mas se você não quer ouvir Axé ou alguma música local, então é bom levar seu Ipod com músicas de Lady Gaga, Beyoncé, Roberto Carlos...

    O trecho navegado pela escuna demora cerca de 20 min. Então, aproveite para observar a construção das duas pontes sobre os rios Vaza-Barris e Real. Finalmente, depois de décadas engavetado, o projeto saiu do papel e “invadiu os rios”, para a felicidade de engenheiros e construtoras e o desespero de caranguejos, entre outras espécies, e ambientalistas. Quando a obra for entregue, o tempo de viagem entre Salvador (BA) e Aracaju (SE) passará de quatro para duas horas de duração.

    Pronto, chegamos! É hora de deixar a escuna (voltaremos no fim do dia) e pegar os famosos bugres (buggy ou bug). O passeio de bugre, que é bem parecido com os famosos jipes, custa em torno de R$ 50,00. Lembre-se: você não pode deixar de passear nos bugres! É como estar em Roma e não ver o Papa, seja ele qual for. Independentemente das condições dos bugres, geralmente em péssimo estado, vale a pena se aventurar. Se não for muito corajoso, peça para ir ao lado do motorista. Inclusive, ele será o seu guia! Em cada parada, um pouco de Tiêta, água de coco e vários clicks! A paisagem é sensacional!

    Após passear por vários manguezais, dunas e coqueiros, chegou a hora da parada principal: uma praia paradisíaca e um restaurante bem simples, mas com pratos para “comer de joelhos”. Entre uma cerveja, refrigerante ou água de coco, sempre é bom tomar um banho de mar, principalmente quando a água é azul celeste e, melhor ainda, limpa.

    Às três horas da tarde é o momento de voltar para o vilarejo de Mangue Seco. Prepare-se mais uma vez: o pôr-do-sol é inesquecível. É nessa hora que muitos turistas agradecem o quanto o dia foi maravilhoso. Se você gosta de artesanato e História, visite o Shopping de Mangue Seco (um galpão com apenas um andar, sem escada rolante, arcondicionado, elevador, ou coisas do tipo Morumbi Shopping e Cidade Jardim). Pratique o desapego! Quem procura luxo e glamour em Mangue Seco está no lugar errado. O forte aqui é o contato com a natureza e o equilíbrio. Em julho de 2010, vi a felicidade no rosto de cada visitante, seja através de sorrisos ou da contemplação.

    Se você pretende conhecer Mangue Seco (BA), saindo de São Paulo, há voos diretos para Aracaju (destino mais próximo). Na capital sergipana, há vários hotéis e agências de viagem, principalmente no bairro de Atalaia, zona sul, que realizam excursões para Mangue Seco e outros pontos turísticos famosos como, por exemplo, o Delta do São Francisco e o Cânion do Xingó.

    Mas se você pretende ficar hospedado por lá, há as pousadas Asa Branca, O Forte, Fantasias do Agreste e Cantinho da Lua Clara. Obs: consulte valores e endereços!

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 12 pessoas, e para você? Sim

    Fotos

  • 1 avaliação.
    Aike

    Aike escreveu:

    Ehhh Curtição

    • Destino visitado em Outubro de 2009
    • Avaliação feita em 21 de Agosto de 2011

    Foi uma viagem inesquecível, pois visitei lugares incríveis, andei de bugre nas dunas de areia, comi comidas típicas e andei de jet ski. Gostei muito também porque curti com a minha família, em um momento de otimismo e dinamicidade.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 4 pessoas, e para você? Sim

  • 1 avaliação.
    1 foto em 1 lugar.
    Alessandro Schneider

    Alessandro Schneider (Curitiba) escreveu:

    Maravilhoso...

    • Destino visitado em Julho de 2011
    • Avaliação feita em 8 de Agosto de 2011

    ...conhecer o Mangue Seco foi uma experiência sensacional, partimos de Salvador, viajamos 250 km até a divisa com o Sergipe, atravessamos para a Bahia novamente de balsa, andamos de buggy nas dunas, almoçamos e passamos a tarde nesse paraiso quase inabitado. Visuais maravilhosos, inspiradores. onde foram gravadas as cenas da novela Tieta do Agreste.

    Retornamos a Salvador na mesma noite, exaustos...

    Vale muito a pena o passeio, procure na agencia de viagens do seu hotel em Salvador ou no Sauípe, Praia do Forte, etc...

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 7 pessoas, e para você? Sim

    Fotos

  • 1 avaliação.
    joezia karine

    joezia karine (Aracaju) escreveu:

    Mangue Seco - O agreste com outros olhos

    • Destino visitado em Março de 2011
    • Avaliação feita em 17 de Junho de 2011

    Mangue Seco é a última praia no extremo norte do litoral baiano, fazendo fronteira com o estado de Sergipe.

    Marcada por suas dunas gigantes, que fizeram bastante sucesso na novela Tieta, Mangue Seco é um daqueles lugares onde a natureza exagerou no capricho.As opções de lazer são variadas, com programas que satisfazem desde os surfistas, que nas praias da região encontram picos de grandes ondas, até os pescadores, que nas águas calmas dos rios conseguem fisgar os mais variados peixes. A paisagem, que sempre é deslumbrante, ganha um atrativo a mais quando o reflexo da lua se intensifica nas águas dos rios que cercam a região. Em posição privilegiada, na baía de Estância, Mangue Seco testemunha o encontro dos rios Real, Piauí, Fundo, Guararema, Priapu e Saguí com o Oceano Atlântico. A mistura de água doce e salgada propicia a formação de extensas áreas de mangue e, conseqüentemente, a fartura de frutos do mar. Na praia de rio, os coqueiros se debruçam, curvando o tronco sobre as águas.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 2 pessoas, e para você? Sim

  • 1 avaliação.
    Erika Felippe

    Erika Felippe (Rio de Janeiro) escreveu:

    Mangue seco: Paraíso de Tieta do Agreste

    • Destino visitado em Fevereiro de 2011
    • Avaliação feita em 22 de Fevereiro de 2011

    Agora entendo como Jorge Amado se inspirou para escrever o famoso romance Tieta do Agreste. Na divisa da Bahia com Sergipe após navegar cerca de 40 minutos pelo Rio Real chegamos ao paraíso conhecido pelo nome de Mangue Seco. Esse vilarejo parado no tempo possui praias com vegetação selvagem, inúmeros coqueiros, rios, dunas onde os próprios moradores do local oferecem passeios de buggy. Pequenos restaurantes a beira mar oferecem pratos com peixes frescos e camarão muito bem temperados. Vale a pena entrar em contato com a natureza e visitar esse um lugar maravilhoso do nosso país. 

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 8 pessoas, e para você? Sim

  • 3 avaliações.
    7 fotos em 2 lugares.
    Agustín Carvalho

    Agustín Carvalho (São Paulo) escreveu:

    Os encantos de Mangue Seco

    • Destino visitado em Fevereiro de 2011
    • Avaliação feita em 15 de Fevereiro de 2011

    A vila de Mangue Seco, localizada no município baiano de Jandira, ficou famosa após a TV Globo gravar, na década de 1980, a novela “Tieta”, que por sua vez foi inspirada no livro "Tieta do Agreste" do escritor Jorge Amado.

    O caminho mais rápido e fácil para chegar em Mangue Seco é através do litoral Sul de Sergipe. Ainda em Aracaju (SE), o viajante pode pegar uma lotação na praia de Atalaia, zona sul. Em menos de uma hora, após percorrer as principais praias da capital sergipana, o motorista anunciará a primeira parada: Praia do Saco, uma das mais lindas do mundo!

    Vale a pena tirar algumas fotografias e sentir a brisa do mar bater no rosto e o cheiro, inconfundível, de caranguejos atoladas na lama. Após alguns minutos de contemplação, é hora de seguir viagem. Durante esse trecho, preste atenção nas dunas e em seus coqueiros. Daqui a alguns minutos, você chegará ao verdadeiro paraíso na Terra: Mangue Seco. Preste atenção nas histórias que o motorista conta, principalmente sobre um sergipano casado com sete mulheres, algumas irmãs, e que moram todos na mesma casa, uma casa azul à direita de quem segue na direção de Mangue Seco.

    É hora de descer da van e pegar a famosa escuna, um veleiro bastante usado na navegação local. O passeio de escuna já é um dos pontos fortes. A viagem de escuna pelos rios Vaza-Barris e Real, dois verdadeiros gigantes, é fantástica! Mas se você não quer ouvir Axé ou alguma música local, então é bom levar seu Ipod com músicas de Lady Gaga, Beyoncé, ou, quem sabe, Roberto Carlos, Noel Rosa ou Vila-Lobos, nosso maior compositor de música erudita.

    O trecho navegado pela escuna demora cerca de 20 minutos. Então, aproveite para observar a construção das duas pontes sobre os rios Vaza-Barris e Real. Finalmente, depois de décadas engavetado, o projeto saiu do papel e “invadiu os rios”, para a felicidade de engenheiros e construtoras e o desespero de caranguejos, entre outras espécies, e ambientalistas. Quando a obra for entregue, o tempo de viagem entre Salvador (BA) e Aracaju (SE) passará de quatro para duas horas de duração.

    Pronto, chegamos! É hora de deixar a escuna (voltaremos no fim do dia) e pegar os famosos bugres (buggy ou bug). O passeio de bugre, que é bem parecido com os famosos jipes, custa em torno de R$ 50,00. Lembre-se: você não pode deixar de passear nos bugres! É como estar em Roma e não ver o Papa, seja ele qual for. Independentemente das condições dos bugres, geralmente em péssimo estado, vale a pena se aventurar. Se não for muito corajoso, peça para ir ao lado do motorista. Inclusive, ele será o seu guia! Em cada parada, um pouco de Tiêta, água de coco e vários clicks! A paisagem é sensacional!

    Após passear por vários manguezais, dunas e coqueiros, chegou a hora da parada principal: uma praia paradisíaca e um restaurante bem simples, mas com pratos para “comer de joelhos”. Entre uma cerveja, refrigerante ou água de coco, sempre é bom tomar um banho de mar, principalmente quando a água é azul celeste e, melhor ainda, limpa.

    Às três horas da tarde é o momento de voltar para o vilarejo de Mangue Seco. Prepare-se mais uma vez: o pôr-do-sol é inesquecível. É nessa hora que muitos turistas agradecem o quanto o dia foi maravilhoso. Se você gosta de artesanato e História, visite o Shopping de Mangue Seco (um galpão com apenas um andar, sem escada rolante, arcondicionado, elevador, ou coisas do tipo Morumbi Shopping e Cidade Jardim). Pratique o desapego! Quem procura luxo e glamour em Mangue Seco está no lugar errado. O forte aqui é o contato com a natureza e o equilíbrio. Em julho de 2010, vi a felicidade no rosto de cada visitante, seja através de sorrisos ou da contemplação.

    Se você pretende conhecer Mangue Seco (BA), saindo de São Paulo, há voos diretos para Aracaju (destino mais próximo). Na capital sergipana, há vários hotéis e agências de viagem, principalmente no bairro de Atalaia, zona sul, que realizam excursões para Mangue Seco e outros pontos turísticos famosos como, por exemplo, o Delta do São Francisco e o Cânion do Xingó.

    Mas se você pretende ficar hospedado em Mangue Seco, há as pousadas Asa Branca, O Forte, Fantasias do Agreste e Cantinho da Lua Clara. Obs: antes de viajar, consulte valores e endereços!

    Nota Média 4

    Bom "Voltaria certamente."

    Esta avaliação foi útil para 20 pessoas, e para você? Sim

    Fotos

  • 1 avaliação.
    Vitotal

    Vitotal escreveu:

    Mangavilhoso

    • Destino visitado em Setembro de 2010
    • Avaliação feita em 21 de Setembro de 2010

    Avaliar Mangue Seco, certamente é muito fácil já que um pedacinho do paraíso foi posto lá. O passeio noturno de Bugre da uma sensação de felicidade plena, vai uma dica: desligue o farol do Bugre é sensacional!!. Já o passeio diurno pela dunas é emocionante com descidas que parecem uma Montanha-Russa, o clima é agradável e a população local bem receptiva, e próximo tem o povoado de Coqueiros que todos os sábados a noite curtem uma seresta na praçinha, o passeio naS dunas é incansável, além do imperdível esquibunda. Abundante coquerais, e os famosos coqueiros Romeu e Julieta, um verdadeiro cartão de visita, a água do mar é quente e de quebra ainda visite a Praia da Sogra....

    Uma viagem inesquecivel, com certeza voltarei lá.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 8 pessoas, e para você? Sim

1

Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade