Itaimbezinho, RS

Avaliações e Dicas - Itaimbezinho

Nota Média

Nota Média 5.0

Excelente "Superou as expectativas!"

Faça uma avaliação

Total de Avaliações: 1

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 100.0% 1
Bom 0.0% 0
Razoável 0.0% 0
Ruim 0.0% 0
Péssimo 0.0% 0

Avaliações

  • 3 avaliações.
    4 fotos em 2 lugares.
    Carlos Mayrink

    Carlos Mayrink escreveu:

    O espetacular Canyon do Itaimbezinho, RS

    • Destino visitado em Janeiro de 2010
    • Avaliação feita em 15 de Maio de 2011

    Que o Brasil é um país deslumbrante e que ainda existem muitos lugares pouco conhecidos todos já sabemos, mas poucos lugares são tão grandiosos e espetaculares quando os grandes canyons do Itaimbezinho e Fortaleza, que ficam na Serra Geral, mais precisamente no Parque Nacional dos Aparados da Serra, na divisa entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

    Vou me ater apenas ao Itaimbezinho, que tive a honra de ver pessoalmente depois de anos sonhando em conhecê-lo.

    Trata-se um canyon gigantesco, com paredões de até 942 metros de altura, com cachoeiras impressionantes e que de tão altas, não deixam a água chegar ao fundo, onde fica o Rio do Boi ,que segue seu caminho cortando as montanhas até o litoral dos dois estados (aqui uma curiosidade: a divisa é assim – Rio Grande do Sul a parte de cima e a parte de baixo é Santa Catarina). O parque nacional foi criado em 1990 pelo Presidente Collor.

    Para se chegar lá, a melhor e mais conveniente forma é fechar com alguma operadora local de Gramado ou Canela o passeio que dura um dia inteiro. Além da distância (leva-se em torno de 2 horas e meia para se chegar lá) o último trecho entre a cidade de Cambará do Sul (onde estão os canyons) e a entrada do Parque, pega-se uns 20 minutos de estrada de terra muito ruim, isso apesar do Parque mesmo em si ser muito bem conservado, organizado e com boa infraestrutura.

    Recomendo o Guia Alexandre, excelente, de Gramado que faz esse trajeto com frequência e com quem ainda pode se combinar outros passeios mais radicais na região.

    A viagem de Gramado a Cambará do Sul é tranquila e tem uma breve parada para o café num ponto da estrada (que aliás tem um ótimo Pastel!). Assim que se chega a Cambará do sul, começa a estrada de terra: solavancos estão garantidos! Esse trecho chega a ser desconfortável, mas não se iluda – vai valer cada centavo!

    No final da estrada surge a entrada bem arrumada do Parque.

    A entrada é paga e se não me engano, custa R$10 por pessoa.

    Importante: pelas características geográficas do local, o tempo muda completamente a todo momento. Pode estar um sol escaldante e ao chegar no primeiro mirante estar tudo nublado e você não conseguir visualizar nada ou vice-versa, mas não desanime: em algum momento do dia o vento aparece e limpa tudo, tudo mesmo!

    Ao chegar no parque, você vê o bom Centro de Visitantes e ao lado o primeiro mirante, no chamado Vértice. É uma visão de tirar o fôlego, pois como o próprio nome já diz, trata-se do vértice do cânyon mas você ainda não viu nada: passe no Centro de Visitantes, compre uma garrafa de água e faça a Trilha do Cotovelo que faz exatamente o que diz seu nome – margeia o canyon com a forma de um cotovelo.

    A caminhada é extremamente leve apesar de longa – 1:30 para ir e outra hora e meia para voltar. Você passa por uma ponte que corta o rio que desemboca na Cachoeira das Andorinhas e segue pela trilha (que mais parece uma estrada de terra, boa e muito bem conservada) pelo meio da mata sem ver nada a seu lado; depois de 1 hora, o primeiro mirante e uma vista completa do gigante bem a sua frente! É impressionante, garanto que você nunca viu nada parecido. Trata-se de um canyon de proporções gigantescas, quase 1000 metros de profundidade, com cachoeiras, rio, um espetáculo.

    Caminha-se um pouco mais até o final da trilha de onde, com dia claro, se vê o litoral e a visão mais famosa do Itaimbezinho. A caminhada de volta se aproxima e ninguém está cansado! Importante: a caminhada pela trilha do cotovelo só é permitida até as 15:00 h (para que ninguém corra o risco de não ter tempo de voltar depois do anoitecer, afinal, trata-se de uma mata que tem Lobos-guarás e cobras!).

    É um passeio imperdível que todos os brasileiros deveriam conhecer e divulgar para o mundo!

    O próximo lugar para conhecer ali é o irmão mais velho do Itaimbezinho: o cânyon Fortaleza, que fica ao lado, mas não possui infraestrutura do parque. É bem maior do que o Itaimbezinho mas com outro formato de cânyon, mais aberto.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para você? Sim

    Fotos

1

Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade