Igatu, BA

Avaliações e Dicas - Igatu

Nota Média

Nota Média 5.0

Excelente "Superou as expectativas!"

Faça uma avaliação

Total de Avaliações: 1

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 100.0% 1
Bom 0.0% 0
Razoável 0.0% 0
Ruim 0.0% 0
Péssimo 0.0% 0

Avaliações

  • 11 avaliações.
    20 fotos em 3 lugares.
    2 perguntase6 respostas.
    bdore

    bdore (Rio de Janeiro) escreveu:

    Um vilarejo diferente

    • Destino visitado em Agosto de 2009
    • Avaliação feita em 18 de Fevereiro de 2011

    Depois de um dia e meio de carro partindo do Rio de Janeiro chegamos a Igatu, um pequeno vilarejo na borda sul da Chapada Diamantina, coração da Bahia.

    O acesso é rústico, por uma estreita estradinha de pedra onde carros grandes passam com dificuldade. Caminhões não passam e a feira da cidade é abastecida semanalmente por uma velha caminhonete, que fica estacionada na praça da cidade. Eu disse praça porque só tem uma mesmo.

    O vilarejo deve ter uns 300 moradores hoje em dia. Já foi grande, mais de 5.000, na primeira metade do século XX quando o diamante foi muito explorado na região. Hoje pouco resta e a mineração destrói mais a natureza do que contribui para o desenvolvimento do local. Mesmo assim, com alguma conversa, é possível encontrar locais vendendo pedrinhas em estado bruto.

    Igatu parece ter parado no tempo. Não tem padaria. O carteiro aparece uma vez por semana. O bar Igatu, comandado por Seu Guina que mora do outro lado da rua, se encostou de cansaço: o solo cedeu e a construção se inclinou levemente para o lado direito. O interior é de um autêntico secos e molhados nordestino. Por precaução tomamos nossa gelada na rua, acomodados nas clássicas cadeiras de ferro com patrocínio de cervejaria. 

    Dona Lita, senhora, pode receber você para um almoço na casa dela. A mesa fica na agradabilíssima varanda do jardim onde ela planta e colhe frutas, verduras e legumes. Marque sua visita com antecedência, não se esqueça que estamos na Bahia. Um bom papo é moeda de troca e a refeição é farta com preço simbólico.

    O mais interessante de Igatu não são suas edificações mas seus moradores. Pedrinho, ex-exilado no período da ditadura, mora lá hoje com a família. Outra figura é a argentina Sara, dona da lojinha de roupas e artesanato. Denis, nativo do vilarejo, mineiro e a pouco migrado do sudeste, foi nosso guia nos passeios.

    Igatu é ponto de partida para muitas trilhas e cachoeiras belíssimas. Os locais oferecem serviço de guia e a região tem passeios para todos os perfis de viajantes. Reserve uma tarde para passear pelas ruelas do vilarejo, você pode se surpreender, mesmo que isso pareça difícil em um lugar tão pequeno. É possível atravessar a cidade de ponta a ponta em uma caminhada de 15 minutos.

    Igatu oferece campings e pousadas, com conforto. O lugar é relativamente isolado então não espere luxo.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para você? Sim

1

Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade