Conde, BA

Avaliações e Dicas - Conde

Nota Média

Nota Média 2.0

Ruim "Evitaria voltar."

Faça uma avaliação

Total de Avaliações: 1

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 0.0% 0
Bom 0.0% 0
Razoável 0.0% 0
Ruim 100.0% 1
Péssimo 0.0% 0

Avaliações

  • 3 avaliações.
    Jornalista Viajante

    Jornalista Viajante (Salvador) escreveu:

    Sítio do Conde: só de passagem

    • Destino visitado em Fevereiro de 2011
    • Avaliação feita em 2 de Fevereiro de 2011

    Linha Verde é o nome turístico da rodovia BA-099, que liga Salvador à Aracaju. A estrada é privatizada e tem boas condições gerais, com boa sinalização. Ao longo da Linha Verde, são inúmeras as pequenas cidades e lugarejos litorâneos, com opções que vão desde a famosa Praia do Forte (menina dos olhos do turismo baiano) até locais menos divulgados, mais rústicos. Sítio do Conde fica a 200km da capital baiana e, em termos de atrativos, é mais indicada como roteiro de passagem para quem faz trilhas off road ou para quem viaja sem pressa em direção às praias do Nordeste. Sítio pertence ao município de Conde (22 mil habitantes) e apesar de contar com inúmeras pousadas e pequenos hotéis, deixa muito a desejar em termos de serviço e cuidado com um segmento no qual o governo ainda aposta, mas sem investir de maneira adequada: a impressão que se tem é que o Turismo na Bahia é tratado na base do folclore e da reza. Na praça principal de Sítio, por exemplo, há um quiosque com uma placa: "Informações Turísticas", mas lá dentro o visitante vai se deparar não com uma pessoa qualificada com dicas sobre o lugar, mas com um caixa eletrônico do Banco do Brasil, muito útil por sinal. A praia de Sítio possui ondas fortes, mas a temperatura da água e a ausência de correnteza tornam o banho muito agradável. Por outro lado, as barracas de praia, além do visual, digamos, "alternativo", não oferecem nada além do trivial. A melhor dentre as ruins é a "Três Poderes", um pouco mais afastada e melhor frequentada, já que é comum ver tipos muitos suspeitos sentados, olhando quem passa, sabe-se lá com quais intenções. Para quem vai de carro, há opções de pequenos passeios à praia de Siribinha e à Cachoeira do Cavalo Russo, mas não é nada assim absolutamente imperdível. O Hotel Portal do Mar tem apenas um ponto forte: a localização. No andar de cima, a vista do mar atenua um pouco os outros contratempos, como café da manhã limitado e apartamentos desconfortáveis, nada práticos e desagradáveis aos olhos. A fachada do hotel, bonitinha e com ares coloniais engana. Recomenda-se a Apoena Ecopousada, que fica a 2km do centro do Sítio, mas possui boa infra-estrutura. O melhor restaurante do lugar é o Zecas & Zecas. Decoração de bom gosto e boa comida a preços justos, mas não funciona à noite, mesmo na alta estação (na base da reza, entenderam?). O número de pizzarias é grande e elas são a melhor opção para quem não quer arriscar aventura em restaurantes pouco estimulantes, tanto na aparência, quanto no atendimento. Aliás, o serviço de garçons, atendentes e afins é uma lástima. É melhor se resignar quando eles dizem "não tem", "não dá", "acabou". Mas nada incomoda mais em Sítio do Conde do que a absurda quantidade de moscas, principalmente no momento das refeições. É preciso estar sempre atento, de preferência com um espanador à mão para ingerir um alimento sem ter sido tocado. O mais irritante é que os moradores da região não se importam com as moscas de todos os tamanhos que parecem capazes de arrebatar um pedaço de pão em pleno voo. Nos restaurantes, simplesmente eles não providenciam uma maneira de proteger os pratos e utensílios dos malditos insetos. Depois de sair de lá, a sensação que se tem é quase um alívio. Só mesmo de passagem para tirar algumas fotos. Saudade é algo improvável. 

    Nota Média 2

    Ruim "Evitaria voltar."

    Esta avaliação foi útil para você? Sim

1



Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade