Conceição do Ibitipoca, MG

Avaliações e Dicas - Conceição do Ibitipoca

Nota Média

Nota Média 4.65

Excelente "Superou as expectativas!"

Faça uma avaliação

Total de Avaliações: 3

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 67.0% 2
Bom 34.0% 1
Razoável 0.0% 0
Ruim 0.0% 0
Péssimo 0.0% 0

Avaliações

  • 2 avaliações.
    6 fotos em 1 lugar.
    raisaa.desouza

    raisaa.desouza (Belford Roxo) escreveu:

    Ibitipoca, recanto de paz e beleza inigualável

    • Destino visitado em Maio de 2010
    • Avaliação feita em 31 de Outubro de 2011

    Saindo do Rio em direção a Minas Gerais, não dava pra imaginar o que me esperava.

    Um pedacinho especial de Minas que reúne baixas temperaturas e paisagens exuberantes, assim é Conceição do Ibitipoca, que resiste ao tempo com a simplicidade de suas pequenas casas e ruas.

    Lá pude conhecer o Parque Estadual do Ibitipoca, que é uma unidade de conservação, o parque possui uma área de 1488 hectares, onde se encontra um conjunto bem conservado de espécies da fauna e flora, de rara riqueza e diversidade, também se destaca pela beleza de suas paisagens, grutas e cursos d'água. O percurso que fiz no parque foi o "Circuito das águas" que é o menor com 5km e passa por cahoeiras, grutas, poços e formações rochosas surpreendentes. A primeira parada foi breve, na Gruta dos Coelhos, depois cheguei até a Prainha, constituída de águas muito tranquilas, que se originam de uma pequena queda e tem uma faixa de areia muito branquinha e limpa. O próximo ponto de visitação foi o Lago dos Espelhos, um dos pontos mais bonitos que recebe as águas de uma bela queda d'água formando um lago de águas calmas que reflete a paisagem e há uma pequena praia de areia branca. De lá segui em direção a Cachoeira dos Macacos, para chegar até lá passei pelo Paredão de Santo Antônio, uma formação rochosa muito alta e extensa, com uma grande queda de água correndo paralelamente, formando uma enorme cachoeira que termina na Cachoeira do Macacos. Durante o percurso a cachoeira recebe vários nomes entre eles Lago das Miragens um dos pontos mais calmos da queda e que avistei do alto, a vista é de tirar o fôlego! Chegando a Cachoeira dos Macacos me arrisquei a um mergulho nas águas geladas e de coloração escura (assim como todas do parque) isso se deve a decomposição da matéria orgânica vegetal humificada chegando facilmente as águas devido a porosidade do solo. E como última parada temos a Ponte de Pedra que tem formato de uma gruta, com uma passagem de água interna, e várias rochas, por onde é possível passar para outro lado e caminhar sobre a plataforma que se origina de uma das paredes, dando a impressão de ser uma ponte.

    O almoço foi no restaurante do próprio parque, ótimo por sinal!

    A noite é um espetáculo à parte cedido pela natureza, devido ao céu infinitamente estrelado, algo desconhecido e impressionante para mim que sempre fui da "zona urbana", no mais a tranquilidade é o que resta, há poucos restaurantes e bares na cidade. Destaque para o Bar Candeia, mais conhecido como Bar do Firma, o caminho é ruim, não há asfalto na rua, nem iluminação, conte com a luz do luar [mas recomendo uma lanterna]. O destino recompensa o caminho, Firma é um morador local que mantém em seu bar um espaço alternativo de decoração rústica e muito blues, além da boa e velha cachaça mineira.

    O que pode ser contado como negativo, é apenas a infra-estrutura do local, que ainda não é muito bem preparado "turisticamente", com poucas opções de hospedagem e gastronomia. Mas isso se torna ínfimo diante de tanta beleza e da sensação de bem-estar que nos é proporcionado.

    Voltei pra casa maravilhada, com o pensamento de que ainda tenho muito pra ver, o mundo tem muitos lugares fascinantes e Ibitipoca com certeza é um deles!

    Nota Média 4

    Bom "Voltaria certamente."

    Esta avaliação foi útil para 2 pessoas, e para você? Sim

    Fotos

  • 3 avaliações.
    ivana.carvalho

    ivana.carvalho escreveu:

    Natureza perfeita

    • Destino visitado em Julho de 2010
    • Avaliação feita em 14 de Agosto de 2011

    Pra quem gosta de conhecer lugares inusitados esse distrito de Lima Duarte é uma exelente opção. Possui várias pousadas confortáveis e com vistas maravilhosas para a mais bela natureza da região.

    Localizada na Zona da Mata Mineira, Conceição de Ibitipoca possui um parque estádual ecológico belissímo e exelente para quem gosta de fugir da correria da cidade e ter mais contato com a natureza. O parque é bem grande, possui várias cachoeiras e grutas.

    Diversas possibilidades de caminhadas, em cada trilha o turista conhece lugares novos e diferentes, podendo optar entre conhecer pontos mais próximos (para quem não quer caminhar muito ou está com crianças), que não deixam por desejar em relação à beleza, ou lugares mais distantes para opção por caminhadas mais longas.

    Na ida para a janela do céu (a mais alta cachoeira do parque) eu e meu namorado passamos o dia todo caminhando, foi cançativo mas valeu muito apena, pudemos curtir a natureza e uma uma grande biodiversidade da vegetação local.

    O distrito conta ainda com o festival de blues, que ocorre em agosto. É o melhor encontro de amantes de blues, ar puro e gastronomia, o festival ocorre no centro gastronômico de Ibitipoca e você pode curtir sua música, um friozinho e deliciosas comidas ao mesmo tempo.`Por falar em friozinho, pra quem gosta desse clima o distríto é ótimo, na região de Ibitipoca a temperatura média anual situa-se na faixa dos 18 a 20°C. A máxima absoluta é de 36°. Já a média de mínimas situa-se na faixa dos 6 a 8°, sendo a mínima absoluta de -4°.

    Confira as fotos anexadas pois elas falam por si só e não deixe de conhecer Conceição de Ibitipoca.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 14 pessoas, e para você? Sim

  • 7 avaliações.
    9 fotos em 5 lugares.
    1 pergunta.
    Crizaine Mattos

    Crizaine Mattos (Rio de Janeiro) escreveu:

    Ibitipoca - um cantinho de minas onde as alegrias são gerais

    • Destino visitado em Junho de 2011
    • Avaliação feita em 14 de Julho de 2011

    Saí do Rio no final do dia, em uma sexta-feira, e resolvi passar um final de semana relaxante em meio à natureza de Ibitipoca, distrito do município de Lima Duarte/MG). Lima Duarte fica logo depois de Juiz de Fora e, após passar pela cidade, você deve seguir por mais aproximadamente 40 km de estrada, metade asfaltada e metade de terra, para chegar à Ibitipoca. Mas não se assuste. A estrada não está ruim e vale a pena pelo que você vai encontrar no seu destino.

    Ibitipoca é um cantinho mineiro bem simpático. Apesar de ter uma estrutura precária de gastronomia e hospedagem, você consegue comer bem nos restaurantes das principais pousadas. Quanto à hospedagem, fiquei na Pousada Alto dos Manacás e não me arrependi. A pousada é agradável e aconchegante. Fica bem próxima da entrada do Parque (aproximadamente 500 metros), oferece quartos confortáveis, bom café da manhã e bom restaurante.

    Mas o melhor de Ibitipoca ainda está por vir. Acorde cedo no sábado e vá ao Parque Estadual. Bem conservado, limpo e sinalizado, o parque possui uma das mais belas paisagens que você já viu. Cachoeiras, vales, mata nativa, lagoas, grutas... Imperdível.

    O parque possui alguns circuitos de caminhadas, que dependem do seu preparo físico e determinação. Se você não tem o costume de fazer longas caminhadas, fique pelo Circuito das Águas. São apenas 5 kms, mas com uma grande concentração de belas paisagens.

    Um circuito intermediário é a subida para o Pico do Pião. São 10 kms de uma subida de nível médio com diversas atrações no caminho, como a Gruta dos Viajantes e a Gruta do Monjolinho. E a vista do alto do Pico é de tirar o fôlego.

    Mas o sonho de todo visitante de Ibitipoca e que só alguns conseguem realizar é a ida à Janela do Céu. São 16 kms de subidas e descidas (ida e volta) e você precisa de um bom preparo físico. Mas não deixe de ir. Como o nome mesmo diz, a visão do céu por cima de uma cachoeira e emoldurado pelas plantas nativas fazem valer a pena todo o sacrifício da subida. Inesquecível. No retorno, o cansaço tem gosto de vitória. E pode ter um gosto melhor ainda se você arrematar com um suculento pão de canela, especialidade da cidade e que você encontra em todos os cantos. Uma delícia!!!

    Se você é amante da natureza, arrume as malas e bom final de semana neste cantinho mineiro com gosto de quero mais.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 4 pessoas, e para você? Sim

    Fotos

1

Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade