Alcântara, MA

Avaliações e Dicas - Alcântara

Nota Média

Nota Média 5.0

Excelente "Superou as expectativas!"

Faça uma avaliação

Total de Avaliações: 3

qualidade das avaliações porcentagem das avaliações quantidade de avaliações
Excelente 100.0% 3
Bom 0.0% 0
Razoável 0.0% 0
Ruim 0.0% 0
Péssimo 0.0% 0

Avaliações

  • 1 avaliação.
    caroles

    caroles escreveu:

    Alcântara: do peixe aos guarás

    • Destino visitado em Junho de 2010
    • Avaliação feita em 17 de Outubro de 2011

    Alcântara é uma cidade histórica do Estado do Maranhão. A primeira impressão que você tem da cidade é a de que o tempo parou em 1648, pois logo de cara você vê nas praças os mesmos grilhões com que os escravos eram aprisionados e torturados. As casas, ruas, praças e igrejas continuam idênticas ao Século XVII. Não sendo raro encontrar pessoas com costumes e pensamentos daquela época.

    O mais incrível é que, além de super histórica (sendo patrimônio da humanidade) e linda, é simplesmente possível visitar toda a cidade em apenas 3 horas ou 5 horas. Você consegue conhecer em uma dia inteiro de aventura praias paradisíacas, desertas e super limpas com pássaros deslumbrantes como os guarás, conhece um povo simples, acolhedor, sorridente e, também, consegue degustar de uma comida maravilhosa com frutos do mar e doces divinos, também iguaizinhos aos feitos na época.

    Existe, por fim, uma tradição na cidade, que é festejada todo ano, sendo conhecida como a Festa do Divino Espírito Santo. Nesse dia as pessoas podem comer kilos de camarão e beber litros de chocolate quente, tudo feito pela própria população com a ajuda da prefeitura que organiza o evento. O melhor de tudo: é de graça!

    Para chegar lá é super seguro através de lanchas ou barcos, mas eu me aventurei num barco chamado tamandaré. É rápido, seguro e maravilhoso. Imperdível.

    Viagem inesquecível!

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para você? Sim

  • 1 avaliação.
    sgpohia

    sgpohia (Porto Alegre) escreveu:

    Uma volta ao passado

    • Destino visitado em Setembro de 2010
    • Avaliação feita em 29 de Abril de 2011

    Quando escolhi o Maranhão como destino uma das primeiras dicas que recebi foi para não deixar de ir a Alcântara. O ponto inicial da viagem é no terminal Hidroviário de São Luís. Na época, o único meio era o caramarã com o custo de R$12,00 cada trecho. O horário de saída é às 8h, mas está sujeito a alterações por causa da maré. A empresa que faz o transporte oferece guia também, eu preferi não aceitar o serviço.

    Foi a primeira vez que andei em alto mar. Gostei bastante do trajeto. No desembarque, lá pelas 10h, aqueles que optaram pelo serviço de guia rumaram numa camionete para um restaurante para escolher o cardápio do almoço. Eu fui a única que não quis o serviço. Sai caminhando pelas ruas. Subi direto a ladeira Jacaré, que pode ser considerada a principal da cidade. É uma volta ao passado com certeza. O tempo passa diferente nessa cidadezinha com menos de 20 mil habitantes e muitos anos de história.

    Logo um senhor começou a conversar comigo. Se apresentou como Cabelo de fogo e no fim foi meu guia por aquelas ruas. Gostei muito de conhecer Alcântara pelo olhar de um morador, pois durante a visita soube de várias anedotas locais e informais.

    Na praça principal, estão as ruínas de uma das primeiras igrejas. Há também o Museu, o qual não pude visitar, pois ele não funciona no domingo. O centro de Alcântara é uma mistura de ruínas e de casas conservadas. A cidade teve seu auge na época do Império. Inclusive, há um causo sobre a visita de Dom Pedro II, que no fim nunca se realizou. Duas famílias entraram em disputa para construir a casa onde o imperador iria se hospedar, as ruínas das casas estão lá, entretanto Dom Pedro não apareceu e perdeu a oportunidade de provar o doce de espécie, iguaria de coco típica da localidade.

    Fui no Museu da Base Espacial, com entrada franca. Onde o turista pode saber um pouco mais sobre o programa espacial brasileiro. Também conheci as duas principais Igrejas da cidade, que meu guia informal me apresentou como a dos brancos e dos pretos. A dos pretos é cuidada pelo seu João, que ocupa desde os 12 anos o papel que era de sua avó. Lá, é ele ainda que toca o sino e também quem apresenta a história do lugar para os visitantes. Um dos lugares que mais gostei de conhecer foi a fonte de água que está em funcionamento há mais de 100 anos e fornece uma água fresca.

    Almocei num pequeno restaurante da Dona Maria, ou Batissá. Uma senhora muito simpática que oferece pratos pelo preço de R$10,00. Comi uma das tainhas mais saborosas da minha vida! E o atendimento é simples e muito aconchegante.

    Depois, ficamos a espera do catamarã. Nesse tempo, caminhei mais um pouco pela cidade ao lado do Cabelo de fogo. Ele me mostrou a casa onde nasceu e comentou um pouco mais sobre lá.

    O turista pode escolher por ficar hospedado em Alcântara, há algumas pousadas. Como fiz o passeio de um dia só, não pude conhecer a praia - chega-se por meio de trilhas, onde o turista paga o valor de R$5,00 para ter acesso. E nem os quilombos.

    Voltei para São Luís com uma sensação de que o passeio havia valido muito a pena. E agora, meses depois da experiência tenho certeza disso. É com saudade que lembro da cidade e sua gente. Antes de embarcar, ganhei um limão para não enjoar na volta e um aceno de adeus de Cabelo de fogo.

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para 1 pessoa, e para você? Sim

  • 2 avaliações.
    Herli De Sousa Carvalho

    Herli De Sousa Carvalho escreveu:

    Alcântara que Encanta

    • Destino visitado em Agosto de 2010
    • Avaliação feita em 7 de Agosto de 2010

    Conhecer Alcântara é um encantamento. Sua gente é bela e suave de se ver. Sua história se entrelaça com a minha pessoal. Amores vividos e compartilhados em sonhos sem igual. Uma vivência dos deuses se encerra em poesia a cada lual até sem lua prateada. Meu amor é real e meus sonhos tão normais como o ar que respiro. Oh! Doce e sofrido bem-querer à figura maior que brilha na humildade de sorrisos, olhares vibrantes e em êxtase sublime de doação e coração. Assim, és tu Alcântara...morada do Divino!

    Nota Média 5

    Excelente "Superou as expectativas!"

    Esta avaliação foi útil para você? Sim

1



Pesquise preços

Receba ofertas imperdíveis

Receba grátis as melhores promoções de passagens aéreas e hotéis por e-mail.

Publicidade


Publicidade